Meteorologia

  • 23 ABRIL 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 16º

Edição

Benfica - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

O pior registo do 'pior' Benfica deita por terra o sonho Europeu

O Benfica perdeu, em casa, com o Basileia, por 0-2, na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Um resultado que tornou o Benfica a equipa portuguesa com o pior registo na fase de grupos da competição, sem somar qualquer ponto.

O pior registo do 'pior' Benfica deita por terra o sonho Europeu
Notícias ao Minuto

08:04 - 06/12/17 por Andreia Brites Dias

Desporto Análise

Seis derrotas. Um golo marcado. Zero pontos. Esta foi a pior prestação do Benfica na fase de grupos da Liga dos Campeões. Aliás, o Benfica carimbou a pior prestação de sempre de uma equipa portuguesa nesta fase da competição, depois da derrota diante o Basileia, por 0-2, na última jornada.

Nem chegou para 'salvar a honra'…

As competições europeias eram uma carta fora do baralho da equipa encarnada, tendo em conta as cinco derrotas nas cinco jornadas da fase de grupos. No entanto, a equipa de Rui Vitória tinha uma última oportunidade para 'salvar a honra', na sexta e última jornada.

Para isso, as águias tinham de vencer para somar três pontos e ultrapassar o registo do Sporting - em 2000, a formação verde e branca somou apenas dois pontos, nesta fase da competição. Mas não correu bem às águias e terminaram a prova como começaram: com zero pontos.

Com o apuramento em jogo, o Basileia chegou ao Estádio da Luz com o objetivo bem definido e um golo madrugador ditou o sentido da partida. Depois de Moha Elyounoussi (5') abrir o ativo, os encarnados ainda tentaram responder positivamente - com Lisandro (21') e Seferovic (38') em principal destaque. No entanto, não foi suficiente e, mesmo com menos oportunidades, o Basileia valeu-se da eficácia para selar o contador aos 65 minutos (Oberlin) e 'matar' o jogo. 

Palco para caras 'menos utilizadas'

Sem nada a perder - à exceção da questão da 'honra' -, Rui Vtória aproveitou para dar minutos a jogadores menos utilizados. Nesse sentido, fez regressar Svilar às redes encarnadas, dando ainda oportunidade a Douglas, João Carvalho e Diogo Gonçalves. Gabriel Barbosa - que não tem cumprido as expetativas do técnico português - também foi a jogo, aos 73 minutos. 

O 'sangue' novo não conseguiu lutar contra a eficácia suíça que, de forma inteligente, geriu a vantagem alcançada pouco depois do apito inicial para 'cansar' as águias e 'atacar' apenas quando se mostrou necessário. 

Aliás, os números mostram mesmo isso: mais lances de ataque para o Benfica, tal como mais cantos e remates ao lado da baliza adversário. No fundo, mais tentativas, mas pouco eficazes. A eficácia ficou para o Basileia que alcançou o objetivo pretendido e, no segundo lugar do grupo A (com Manchester United no topo) seguiu para os oitavos de final da prova. 

Benfica vsBasileia 
61%Posse de bola 39%
9Cantos3
1Fora-de-jogo 4
15Faltas cometidas 14
1/0Cartões amarelos/vermelho3/0

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.