Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2017
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Tensão máxima entre árbitros e Conselho de Arbitragem

Juízes de jogo ameaçam endurecer a resposta caso o organismo da Federação Portuguesa de Futebol não aceite os pedidos de dispensa que foram entregues por praticamente toda a primeira categoria.

Tensão máxima entre árbitros e Conselho de Arbitragem
Notícias ao Minuto

14:13 - 22/11/17 por Carlos Pereira Fernandes

Desporto Greve

É a ferro e fogo que, nestes dias, se vive a relação entre os árbitros da principal categoria e o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

Apenas três dos 76 árbitros dos campeonatos profissionais não pediram dispensa dos encontros das I e II Ligas que se jogarão no fim de semana, deixando o futebol nacional em risco de paralisação.

Na base do descontentamento dos árbitros está o clima de suspeição em torno do setor, que, na opinião da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), inviabiliza o trabalho dos juízes de jogo.

Em termos regulamentais, os pedidos de dispensa deverão ser entregues com um prazo de 20 dias de antecedência, pelo que o Conselho de Arbitragem está legalmente legitimado a rejeitá-los e a obrigar que os profissionais apitem os jogos que lhes foram designados.

No entanto, fonte próxima do processo adiantou, ao Desporto ao Minuto, que, neste momento, os árbitros equacionam apenas um cenário: que o Conselho de Arbitragem aceite todos os pedidos de dispensa e chame árbitros da segunda categoria para apitar os jogos.

Caso tal não venha a suceder, os juízes de jogo prometem uma dura resposta para uma já tensa relação com o organismo da Federação Portuguesa de Futebol.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório