Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Leão rugiu mas não foi suficiente para assustar a Vecchia Signora

O Sporting perdeu com a Juventus por 2-1, e dificulta o sonho do leão de chegar aos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Leão rugiu mas não foi suficiente para assustar a Vecchia Signora
Notícias ao Minuto

21:46 - 18/10/17 por Luís Alexandre

Desporto Análise

Esta quarta-feira, o Sporting viajou ao reduto da Juventus e saiu derrotado por 2-1, em duelo a contar para a terceira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Num encontro em que os leões estiveram mesmo a ganhar, mas a experiência dos transalpinos acabou por ser fundamental para o resultado final.

Leão mostra garras mas acaba ferido com poderio transalpino

Em jogo de extrema de importância para os leões continuarem a sonhar com o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões, o clube de Alvalade entrou muito bem na partida, apostando na pressão alta e na incidência nas alas – para aproveitar a rapidez de Gelson Martins e Marcos Acuña.

No setor intermédio, Bruno Fernandes foi o grande construtor do jogo ofensivo do Sporting, com passes a rasgar para os extremos e Bas Dost, houve uma dinâmica sinfónica entre o médio leonino e o ataque.

Com a máquina atacante afinada, os leões começaram o jogo por cima, com a mira virada para a baliza de Buffon e sem medo de mostrar o seu valor em território transalpino. Com um domínio na zona intermédio, Bruno Fernandes tira ‘um coelho da cartola’ e faz um passe a rasgar (apesar de ter tocado primeiro no defesa branco e preto) para o miúdo maravilha, que rematou contra o muro chamado Gianluigi Buffon e na ‘recarga’ Alex Sandro fez autogolo.

Estava feito o primeiro da noite em Turim, porém quando toda a gente pensava que a equipa forasteira iria vangloriar-se com o tento marcado, a Vecchia Signora ‘acordou’ e aumentou o rendimento do seu jogo de uma maneira tão avassaladora que tomou o controlo da partida.

A influência do Sporting no meio-campo foi inexistente e, para além disso, a defensiva sentiu muitas dificuldades para conseguir parar o mortífero ataque transalpino (nota: Só Higuaín custou tanto como o plantel do Sporting). O emblema verde e branco tentou conter os ataques da Juventus mas era cada vez mais difícil manter a baliza de Rui Patrício inviolável.

Entretanto, ao minuto 29, a Juventus ganhou uma falta às porta da grande área do emblema verde e branco, Pjanic foi chamado a marcar e, de forma fria, disparou para dentro da baliza adversária, sem qualquer hipótese para o guardião português.

Depois do golo do empate, o Sporting baixou o bloco, juntou os setores e tentou salvaguardar os espaços entre linhas. Com isso veio a aposta nas transições rápidas, tendendo para a ala de Gelson Martins, mas o duelo começou a ficar partida e tornou-se difícil para ambas as equipas chegarem com qualidade às áreas adversárias.

Leão ferido ao cair do pano 

Na segunda parte, os leões tiveram uma entrada lenta e algo passiva, permitindo aos italianos ‘reinarem’ em campo e assustarem o eixo mais defensivo dos forasteiros. A ‘muralha’ leonina levou golpe e contra-golpe mas manteve-se intacto, entretanto, para felicidade de Jorge Jesus, o setor intermédio subiu de qualidade e voltou a ter um papel importante em campo.

O trio intermédio, Bruno Fernandes, William Carvalho e Battaglia, ‘arrebitou’ e fez ‘renascer’ o ataque do Sporting, procuraram reduzir a velocidade de jogo e acalmar a agressividade do emblema de Turim em direção da baliza de Patrício.

Mas nos últimos 20 minutos da partida, ambas as equipas reduziram a intensidade e tornaram a partida mais tática, sem arriscar muito. No entanto, diante de equipa de grande tradição europeia e experiência, qualquer desatenção poderá dar em golo e foi o que aconteceu.

À passagem do minuto 84, Mandzukic recebeu um passe teleguiado de Douglas Costa e cabeceou para o fundo da baliza, fazendo a reviravolta no marcador.

Com este resultado, a Juventus subiu para o segundo lugar, com seis pontos, e o Sporting caiu para o terceiro posto do Grupo D, com apenas três pontos conquistados.

Momento do jogo: Golo de Mandzukic foi o momento da partida, o croata colocou o emblema de Turim na frente no marcador e mais perto do acesso aos oitavos de final da Champions League.

_________________________________________________________________________________________________

Onze titular do Sporting: Patrício; Piccini, Coates, Mathieu, Coentrão; William Carvalho, Battaglia, Bruno Fernandes; Gelson Martins, Marcos Acuña e Bas Dost.

Onze titular da Juventus: Buffon; Alex Sandro, Chiellini, Benatia, Sturaro; Khedira, Pjanić, Dybala; Mandžukić, Cuadrado, Higuaín.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório