Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Alerta no Dragão. O FC Porto precisa de (bem) mais para ficar na Europa

Dragões foram derrotados em casa pelo Besiktas (1-3), num jogo onde ficaram visíveis algumas lacunas nomeadamente na composição do plantel.

Alerta no Dragão. O FC Porto precisa de (bem) mais para ficar na Europa
Notícias ao Minuto

07:06 - 14/09/17 por Notícias Ao Minuto

Desporto Análise

A noite de quarta-feira não trará boas memórias aos adeptos do FC Porto. O clube azul e branco não poderia ter tido pior estreia na presente edição da Liga dos Campeões, ao sofrer uma derrota diante do Besiktas (1-3), em pleno Dragão. Talisca, Tosun e Babel foram os autores dos golos turcos que se revelaram decisivos no final dos 90 minutos. 

No final da partida, Sérgio Conceição não se escondeu e assumiu que a exibição ficou muito aquém do esperado mas que o único culpado era ele próprio. A abordagem, a forma como o Besiktas jogou solto e livre, são prova de que, de facto, o FC Porto foi derrotado não só pelo mérito do adversário, mas também por demérito próprio. 

Soluções não agitaram

Não será surpresa para ninguém que o plantel do FC Porto é curto. Curto para se jogar em várias frentes e curto para estar numa prova como a Liga dos Campeões. 

O jogo de ontem foi palco dessa falta de soluções. O FC Porto estava a perder ao intervalo e nesse mesmo período, Sérgio Conceição não perdeu tempo e lançou André André e Otávio. No entanto, ambas as soluções revelaram-se pouco eficazes. O primeiro parecia arredado da partida e o segundo até teve bola, mas pecou sempre por decidir mal ou por entrar atrasado nas jogadas ofensivas. 

Por fim, Hernâni também foi a jogo mas o resultado prático foi o mesmo dos companheiros: quase nulo. Com Aboubakar castigado, os dragões sentiram falta de alguém que entrasse na partida para 'agitar as águas'. Nada está perdido, mas há razões para os adeptos portistas começarem a fazer contas... 

Histórico europeu deixa tudo em aberto 

Por falar em contas, e recuando ao passado, conseguimos perceber que esta foi a quarta vez, em 22 presenças, que o FC Porto entrou a perder na Liga dos Campeões. Nas três últimas, só por uma vez conseguiu garantir o apuramento. 

Mas este não é o único dado digno de registo. É preciso recuar até 2015/2016 para recordar a última vez que o FC Porto sofreu três golos em pleno Dragão. No caso, frente ao Sporting, precisamente pelo mesmo resultado (1-3), sendo Slimani (2) e Bruno César os marcadores de serviço. 

Turcos reinam na eficácia 

Se consultarmos os dados estatísticos da partida, depressa percebemos que o FC Porto foi superior em quase todos os parâmetros da partida. Mas não foi melhor naquele que será mais importante em qualquer jogo de futebol: na eficácia. Os turcos, em quarto remates enquadrados, conseguiram fazer golo por três ocasiões. 

FC PortovsBesiktas
52%Posse de bola48%
27%Ataque perigoso18%
39%Ataques41%
34%Bola recuperada41%
15Tentativas de golo10
7Remates à baliza4
8Remates fora6
11Cantos3
2/0Cartões amarelos/vermelhos1/0
15Faltas11

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório