Meteorologia

  • 25 JUNHO 2018
Tempo
23º
MIN 22º MÁX 24º

Edição

"Tudo o que sou devo ao Benfica. Seria um sonho voltar"

Rumou a França para ter mais oportunidades e poder jogar com regularidade. Vai ser no Guingamp que Pedro Rebocho, ex-jogador do Benfica, abraçará uma nova aventura. O Desporto ao Minuto quis saber como está a correr esta nova etapa do lateral esquerdo português e o futebolista contou-nos tudo.

"Tudo o que sou devo ao Benfica. Seria um sonho voltar"
Notícias ao Minuto

08:12 - 08/08/17 por Ruben Valente

Desporto Pedro Rebocho

Na última temporada esteve cedido ao Moreirense e este verão deixou o Benfica em busca de uma oportunidade para brilhar. Sem espaço no clube da Luz, Pedro Rebocho está motivado e empenhado em tentar conquistar o seu lugar ao sol no Guingamp, da Ligue 1.

Sem mágoa ao deixar as águias, o lateral esquerdo de 22 anos tem dois sonhos: Chegar à seleção nacional e… voltar à Luz para jogar na equipa principal.

“Foi no Benfica que fiz a formação e tudo o que sou devo ao Benfica, mas também ao Moreirense, porque o ano passado foi muito importante. Mas claro que é um sonho para mim um dia jogar no Benfica”, revelou Rebocho, em entrevista ao Desporto ao Minuto.

“Todo o jogador português tem o sonho de, um dia, ser convocado para a seleção A. Tenho noção que isso é algo que pode acontecer a longo prazo. Há muitos laterais-esquerdos com qualidade. Mas, se um dia for convocado, vou estar a realizar um sonho.”, acrescentou.

Notícias ao Minuto

Mas como está a correr esta nova etapa de Pedro Rebocho, em França?

“Está a ser mais fácil do que aquilo que estava à espera. A maior contrariedade era mesmo a língua, mas antes de vir para cá, quando estava em estágio com a seleção [sub-21] no Europeu, comecei a treinar o meu francês. Tive a sorte de calhar no quarto com o Kevin Rodrigues, que por acaso fala francês e todos os dias aprendia coisas novas. Ajudou-me muito na minha evolução do francês. Mas estou a gostar muito de cá estar. O grupo é como dizem aqui, é uma família”.

O jogador referiu ainda que “existiam mais propostas” mas que “o interesse que eles demonstraram” e “o jogar na liga francesa”, além da opinião do “grande amigo” Rony Lopes [jogador do Monaco], fê-lo aceitar a oferta do Guingamp.

Deixar um clube onde se está há muitos anos, nem sempre é fácil, mas Rebocho viu com alguma naturalidade a sua saída do Benfica e diz que o fez de “cabeça erguida”.

"Não saio do Benfica com mágoa. Agradeço tudo o que fizeram por mim"

“Não é obrigatório todos os jogadores, para singrarem no futebol, passarem pela equipa principal do Benfica. E há muitos exemplos disso. Fui embora no segundo ano de equipa B, acabei por ir para o Moreirense, mas não saio com mágoa. Saio de cabeça erguida e agradeço ao Benfica tudo o que fez por mim. Claro que um dia gostava de voltar, mas agora estou no Guingamp e vou dar o meu melhor”, afirmou.

Notícias ao Minuto

O jogador acredita ainda que os ex-colegas Rúben Dias e Diogo Gonçalves têm tudo para vingar na equipa principal e guarda boas memórias do técnico Rui Vitória.

“Na altura em que lá estive, vi a relação que ele [Rui Vitória] tinha com os jogadores e mesmo com os jovens que iam treinar à equipa A. Nós sentíamos que não éramos só mais um para ocupar o lugar de um jogador que não pudesse estar a treinar. Éramos chamados com o intuito de sermos observados e para nos ajudar na nossa integração. Ele sempre foi muito paciente, caso falhássemos um passe ou um remate… Dava-nos sempre muita motivação. ‘Não faz mal, para a próxima há de ser melhor’, dizia. Isso para um jovem é sempre bom. E nestes dois anos de Benfica, penso que é um treinador que consegue tirar o máximo do potencial de um jogador. Os resultados estão à vista e o trabalho do treinador é muito bom. Porque ele consegue aliar o facto de apostar na formação com títulos e boas exibições”.

Quanto à conquista do pentacampeonato, Rebocho acredita que “o Benfica pode chegar a um feito inédito e que vai fazer de tudo para o conseguir”.

“A pré-época pode ser muito enganadora… Muitas equipas têm grandes resultados, chegam ao campeonato e acaba por acontecer o contrário. A pré-temporada é aquela fase em que os jogadores não estão na sua melhor forma e acho que também é uma fase de experimentação para dar minutos a vários jogadores para que eles possam mostrar o seu valor”, explicou o ex-Benfica relativamente à pré-temporada menos positiva da formação encarnada.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.