A Liga dos Campeões precisa do vídeo-árbitro?

Erros nos últimos jogos têm sido flagrantes. Poderiam os jogos ser mais justos, caso houvesse vídeo-árbitro?

© Reprodução/ Marca
Desporto Novas tecnologias

A Liga dos Campeões desta temporada está a ser bastante polémica. Tudo começou com a arbitragem de Ayketin no Barcelona-PSG e continuou com os graves erros nas partidas dos quartos de final. Alguns dos erros têm acontecido em jogadas decisivas e, dando um exemplo, o Real Madrid-Bayern Munique reabre novamente esta discussão. Terá chegado a hora do vídeo-árbitro ser implementado na Champions?

PUB

A FIFA tem sido clara e está a aperfeiçoar este sistema que se mostrou importante, por exemplo, no particular entre França e Espanha. Gianni Infantino quer que este sistema entre em vigor o quanto antes e acredita que no Mundial’2018 estará tudo a funcionar de maneira correta.

Já a UEFA, que decidiu implementar o ‘olho de falcão’ ainda não contempla a utilização do vídeo-árbitro mas os erros dos últimos jogos poderão fazer com que o organismo europeu volte a debater este assunto.

Voltando ao jogo da passada terça-feira, se existisse o recurso ao vídeo-árbitro, lances como o penálti (inexistente) por mão de Carvajal, o carrinho que levou à expulsão (injusta) de Vidal, ou o golo em fora de jogo de Cristiano Ronaldo, poderiam ter sido evitados.

Mas não só no Real Madrid-Bayern existiram casos polémicos. Na eliminatória entre o Borussia Dortmund e o Mónaco, Mbappé também fez golo em posição irregular e até no Leicester-Atlético, Griezmann cai fora da área, mas é marcada grande penalidade.

O erro existirá sempre, mas a verdade é que as novas tecnologias podem reduzir lances polémicos como os referidos em cima.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser