Queda de avião adiou jogo e este clube queixa-se de "tragédia particular"

Vice-presidente do Internacional queixou-se dos problemas que adiar a jornada na sequência de tragédia podia provocar ao clube. Palavras não caíram bem.

© Reprodução/Twitter/MauroCezarESPN
Desporto Internacional

O Chapecoense estava a caminho da final mais importante da sua história quando o avião onde seguia se despenhou. Ao todo, 71 pessoas morreram, incluindo quase toda a equipa que atua na primeira divisão brasileira. Esta quarta-feira, porém, outro clube fez manchetes no Brasil, tudo por causa de uma declaração infeliz.

PUB

A tragédia que afetou o futebol brasileiro e tem comovido o mundo obrigou a jornada a ser adiada. Aos jornalistas, o vice-presidente de futebol do Internacional, Fernando Carvalho, queixou-se da jornada adiada.

“Temos nossa tragédia particular aqui, que é fugir do rebaixamento”, afirmou o dirigente, fazendo referência à luta no final da tabela do Brasileirão, para fugir aos lugares de despromoção.

A polémica instalou-se rapidamente e mereceu uma nova reação do dirigente, bem como um pedido de desculpas, como dá conta a ESPN.

A uma rádio local, Fernando Carvalho afirmou depois que usou “as palavras de maneira equivocada”.

“Fui infeliz na declaração. Usei a palavra tragédia de maneira errada. É incomparável as duas situações. É horrível a situação do Inter, mas não tem nada a ver uma coisa com a outra”, reconheceu.

Com 42 pontos, o Internacional está na zona de descida do Brasileirão e tem de vencer o Fluminense na última jornada, além de ter de ficar à espera de um deslize do Sport.

A jornada que se iria disputar no próximo fim de semana acabou por ser adiada para o fim de semana seguinte devido à tragédia do Chapecoense.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS