Chapecoense: Jogadores que sobreviveram podem não voltar aos relvados

Um jogador pode ficar paraplégico e outro ficou com uma perna amputada.

© Reuters
Desporto Tragédia

É a tragédia que está a chocar o mundo. 76 pessoas morreram na sequência da queda de um avião que transportava toda a comitiva do Chapecoense para a Colômbia, onde a equipa brasileira iria jogar a primeira mão da final da Taça Sul-Americana.

PUB

No entanto, felizmente, alguns conseguiram sobreviver. Entre eles estão dois jogadores, que podem nunca mais voltar a pisar os relvados.

Segundo Guillermo Molina, médico do Hospital San Juan de Dios, o lateral Alan Ruschel chegou à unidade hospitalar com a décima vértebra fraturada e há hipótese de ficar paraplégico.

Já Jackson Follman, guarda-redes do Chapecoense, viu uma das suas pernas ser amputadas.

Por fim, Neto, um dos jogadores encontrados com vida no meio dos destroços do avião, encontra-se em estado “muito grave” e será submetido a uma intervenção cirúrgica.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS