"Com uma mulher como a de Figo tinha passado mais tempo em casa"

Ronaldo admite que o seu comportamento nem sempre foi o melhor ao longo da carreira.

© Reuters
Desporto Ronaldo

Ronaldo, ‘O Fenómeno’, foi convidado na rádio espanhola Onda Cero, onde abordou os seus anos enquanto futebolista.

PUB

O agora embaixador do Real Madrid admitiu que treinou “muito mal” nos “primeiros dez anos” da sua carreira, tanto por culpa das lesões, como por culpa do seu próprio comportamento fora dos relvados.

“Cheguei duas vezes tarde na mesma semana. Na primeira, Sacchi [ex-diretor desportivo] veio dar-me na cabeça durante uns 15 minutos e multou-me. Na segunda, antes que começasse a falar disse-lhe: ou o sermão ou a multa”, atirou, entre risos, recordando um outro ‘raspanete’, mas do próprio presidente dos ‘merengues’.

“Florentino disse-me para ficar mais tempo em casa, para não sair tanto. Dei-lhe o exemplo de Figo e disse-lhe, com todo o respeito, que se tivesse uma mulher como a dele também estaria mais tempo em casa”, atirou, ressalvando, no entanto, que passou “mais noites com Roberto Carlos” do que com “todas as mulheres” da sua vida.

Falando da atualidade futebolística, Ronaldo admitiu que ficaria “encantado por ver Coutinho no Real Madrid”, e deu o seu palpite a propósito da Bola de Ouro.

“Entre Cristiano, Messi ou Neymar, incluiria Luis Suárez. Escolho Cristiano Ronaldo porque é do Real Madrid, mas não nos podemos esquecer da qualidade de Messi e Neymar”, rematou.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS