Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

"Sair da Seleção após Euro? Não gosto de viver à sombra da bananeira"

Selecionador luso confirmou proposta de clube chinês, mas assegura que nunca chegou a falar com os dirigentes dessa equipa por já estar comprometido com Fernando Gomes quanto à sua renovação.

"Sair da Seleção após Euro? Não gosto de viver à sombra da bananeira"
Notícias ao Minuto

09:22 - 24/07/16 por Paulo Jorge Rocha

Desporto Fernando Santos

Fernando Santos concedeu uma entrevista onde fez um balanço da participação portuguesa no Europeu de 2016, comentou a renovação do seu vínculo até 2020 e diz já estar a preparar o futuro da Seleção portuguesa.

O treinador campeão da Europa em título, garante que nunca pensou em deixar o comando técnico da Seleção portuguesa depois de ter vencido a competição que se realizou em França. Para este, o acordo para a extensão do seu vínculo é prova disso mesmo.

“Não sou pessoa de viver à sombra da bananeira. Por estranho que possa parecer, os dias a seguir à conquista foram diabólicos. A nossa chegada a Lisboa, tudo aquilo… Nos dias a seguir, eu nem dormia. Ainda estávamos todos um bocadinho apardalados. Houve ali um momento em que tentei relaxar quando fui até a Alentejo. Depois, segui para o Algarve e o presidente tomou o mesmo rumo no domingo. Tínhamos combinado um encontro para segunda-feira e nem pensei noutras coisas. A conversa estava apalavrada e primeiro era essa a questão que se colocava Nem aflorei outras”, garante, numa referência ao facto de ter sido convidado para treinar um clube chinês.

“Tive esse contacto, que me honrou, é verdade, mas nunca aceitei falar com quem quer que fosse em relação a uma proposta. Não faria sentido, a partir do momento que tinha acordado com o presidente que esta era sempre a perspetiva”.

Num plano mais pessoal, Santos garante que o segredo para o sucesso reside no facto de acreditar no seu trabalho.

“Acredito no meu trabalho. Se não acreditasse, não continuava. Normal. Se fôssemos por aí, a solução seria sair, mas continuo a ter ambição”, garante, explicando que a sua ambição não se esgota com o triunfo luso no Euro’2016.

“O meu projeto para o futebol é contribuir o melhor possível com aquilo que sei para que esta onde de crescimento do futebol nacional a nível de seleções continue a evoluir. É dentro desta perspetiva, que eu e o presidente falámos muitas vezes”.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório