Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 8º MÁX 14º

Edição

"Um guarda-redes também brilha, mas de maneira diferente"

Aos 16 anos, depois de ter sido disputado por dois 'gigantes' ingleses, o guardião português que passou pelo Benfica está a dar cartas. Fique com a história do 'menino' que brilha no Arsenal.

"Um guarda-redes também brilha, mas de maneira diferente"
Notícias ao Minuto

08:30 - 02/04/16 por Sérgio Abrantes 

Desporto João Virgínia

Brilhou na Future Cup com as luvas do Arsenal. Das suas mãos nasceu um triunfo que desenhou o caminho para chegar a um troféu. Na final, frente ao Anderlecht, João Virgínia defendeu três grandes penalidades, isto depois de ter parado duas bolas da marca de 11 metros na meia-final frente ao Barcelona.

Em conversa com o Desporto ao Minuto, o jovem jogador de apenas 16 anos lembra que, apesar do maior destaque dado aos avançados, “muitas vezes é o guarda-redes que resolve os jogos”. Fique com as resposta do jovem luso. 

Porquê a decisão de abandonar o Benfica tão cedo, onde 'nasceste' para o futebol?

Durante o meu percurso no Benfica evoluí muito. Os meus treinadores, em especial os de guarda-redes, tiveram um papel importante na minha evolução e no que sou hoje. O Arsenal apresentou-me o melhor projeto para continuar a minha formação, como jogador e como homem, e acredito que posso chegar longe aqui. Vou sempre recordar esse momento da minha vida, dos meus colegas principalmente.

Como foi sentires-te disputado por Arsenal e Manchester United depois de já teres passado por um grande do futebol português?

Houve interesse de vários clubes, o que é muito gratificante. É sempre bom grandes clubes europeus reconhecerem o nosso talento.

‎Sentiste uma diferença muito grande no 'salto' para Inglaterra?

No início notei uma diferença na carga física. Em Inglaterra os jogadores são muito fortes fisicamente. Comecei logo a trabalhar muito mais no ginásio. Penso que à medida que crescemos a exigência vai aumentando, cada vez há menos espaço para errar. Eu tenho que ser o mais profissional e trabalhador possível, dentro e fora dos treinos.

Já pensas em qual será o próximo passo na tua carreira?

Eu vejo a minha carreira no Arsenal, chegar à primeira equipa e jogar na Premier League. O meu objetivo é também representar o nosso país num Mundial e num Europeu.

Normalmente, quando somos crianças, queremos todos ser um atacante, marcar e 'brilhar'... Porquê escolheres ser guarda-redes?

A escolha foi minha, apaixonei-me pela baliza. Quando era mais novo, na escola, costumava jogar à frente. Um dia decidi ir para a baliza e a partir daí comecei a gostar muito desta posição. Os meus colegas diziam que era muito bom guarda-redes, por isso decidi inscrever-me num clube. Um guarda-redes também brilha, mas de maneira diferente É uma sensação fantástica defender as bolas que todos pensam que vão dentro. Muitas vezes é o guarda-redes que resolve os jogos, que diz presente quando a equipa mais necessita.

Não sentes que em Portugal terias uma hipótese mais clara para te afirmares numa grande equipa, onde os clubes apostam nos jogadores 'da casa'?

Não concordo, o Arsenal é dos clubes que mais aposta nos jovens, independentemente da sua origem e idade. São inúmeros os exemplos e eu sinto que tenho uma boa oportunidade aqui.

Quem são as figuras que te inspiraram?

Petr Cech e Buffon. Felizmente tenho o prazer de trabalhar com um.

E como te defines enquanto guarda-redes?

Um guarda-redes seguro, com reflexos rápidos, bom entre e fora dos postes, que joga bem com os dois pés e que gosta de ajudar a sua equipa no ataque.

Quando se defendem três grandes penalidades com que sentimento se regressa a casa, sabendo, ainda para mais, que acabaste de conquistar um título?

Sinto uma alegria enorme. Saber que ajudei a minha equipa é um orgulho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório