Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 32º

Rui Costa fala entre pedidos de demissão: "Não há crise de liderança"

Presidente encarnado discursou no arranque da Assembleia Geral Ordinária deste sábado, num discurso com muitos apupos e assobios.

Rui Costa fala entre pedidos de demissão: "Não há crise de liderança"
Notícias ao Minuto

16:44 - 15/06/24 por Notícias ao Minuto

Desporto Benfica

Rui Costa, presidente do Benfica, discursou, na tarde deste sábado, na abertura da Assembleia Geral Ordinária, que visa discutir o orçamento das águias para a nova época. O líder encarnado destacou a grande afluência de associados, o que obrigou à mudança da reunião magna para o Estádio da Luz.

"Quero em primeiro lugar destacar e agradecer a participação de todos nesta manhã na Assembleia Geral dedicada aos Estatutos e aos procedimentos a seguir quanto à sua aprovação. É bom ter uma Assembleia ao sábado e envolver todos os adeptos, sobretudo aqueles que chegam de mais longe. Hoje, temos de estar orgulhosos desta enorme participação, mais um sinal de vitalidade associativa do nosso Sport Lisboa e Benfica. Mais uma prova de grande benfiquismo. O meu obrigado a todos! A primeira nota que aqui quero deixar é sobre o orçamento e a estratégia que está por detrás do documento que aqui hoje submetemos à vossa aprovação. É um orçamento ambicioso, que mais uma vez privilegia a vertente desportiva e que pretende apetrechar as nossas equipas das melhores condições para ganharem. Ainda assim, trata-se de um orçamento equilibrado, responsável, que reforça a robusta situação económica e financeira que soubemos construir, fruto apenas do nosso trabalho e da gigantesca família benfiquista. E assim queremos continuar", começou por dizer Rui Costa aos milhares de adeptos presentes nas bancadas, que brindaram o líder dos encarnados com vários pedidos de demissão.

"Mas este orçamento é também o reflexo da estratégia que seguimos e do que pretendemos para o futuro do nosso Benfica. Queremos um Benfica cada vez mais vitorioso. E daí esta aposta na vertente desportiva expressa nas linhas fundamentais deste orçamento, cuja componente mais técnica será daqui a pouco detalhada pelo nosso diretor financeiro, Paulo Alves Tenho assistido em silêncio a muitos ataques ao longo das últimas semanas, sobretudo nos últimos dias, mas é aqui diante dos sócios, diante de vós, diante da família benfiquista, que quero esclarecer tudo o que está a acontecer no clube e deixar claro o rumo para o futuro. Podemos discutir política desportiva, podemos criticar e debater a estratégia do clube, podemos discutir a minha liderança, mas não posso admitir que coloquem em causa a seriedade e o carácter de quem aqui está", explicitou Rui Costa.

O presidente do Benfica falou ainda dos resultados da auditoria forense, que foram tornados públicos na sexta-feira.

"Fiz questão que todos pudessem ter acesso à auditoria antes desta Assembleia Geral. Fiz questão que todos pudessem, com ano e meio de distância, discutir os novos Estatutos para o clube. Faço questão que todos os temas aqui sejam discutidos, num sentido democrático e com a transparência que o nosso Benfica nos exige", ressalvou.

Rui Costa falou ainda da vertente desportiva, garantindo que está triste com os resultados alcançados na época passada no futebol.

"Ainda na vertente desportiva, no ano passado, contando todas as modalidades de pavilhão e futebol, ganhámos 8 em 12 Campeonatos, ganhámos o dobro daquilo que os nossos adversários ganharam juntos. Nesta época, e ainda que sabendo que a ausência de título de campeão no futebol nos deixa totalmente insatisfeitos, ganhámos 6 em 12 Campeonatos, podemos voltar a ganhar 8 em 12, contando com o hóquei feminino e masculino. Mais uma vez o dobro dos nossos adversários em conjunto e, afinal, parece que no Benfica tudo está mal e tudo precisamos de mudar. Exigência e ambição, sim. Mas não nos podemos autodestruir. Temos também de saber valorizar o que ganhamos. Já chegam todos os que nos querem abater pela nossa grandeza e por ser quem somos", destacou o presidente.

A propósito da recente demissão de Luís Mendes, Rui Costa ressalvou que não existe qualquer crise diretiva no Benfica.

"Caros consócios, não há nenhuma crise de liderança no Benfica. Não há vazios nem ausência de decisão. O presidente do Benfica está aqui, como sempre esteve, como também está aqui a sua Direção para dar a cara perante todos vós. Assumimos as nossas responsabilidades e temos um projeto para o futuro do clube. Não viro as costas nem fujo às minhas obrigações. Respondo por mim e pela minha equipa, mesmo por aqueles que decidiram sair. Vamos voltar a vencer no futebol. Vamos continuar a vencer nas modalidades. O Benfica vai permanecer como o clube mais vencedor em Portugal, como tem sido nas duas últimas épocas. Termino, mostrando-me disponível, como sempre estive, para responder a todas as vossas questões. Como é nosso dever e obrigação, prestaremos todos os esclarecimentos que entenderem. Com elevação, à Benfica. Viva o Sport Lisboa e Benfica!", rematou.

Leia Também: Benfica altera segunda AG para o Estádio da Luz devido à afluência

Leia Também: "Auditoria no Benfica? Há ali uma série de situações duvidosas"

Leia Também: Benfica anuncia resultados da auditoria forense: SAD não foi lesada

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório