Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 24º

Pinto da Costa: "Só os burros não erram. A sua missão é comer palha..."

O ainda presidente da SAD garante que vai sair com a "sensação de dever cumprido".

Pinto da Costa: "Só os burros não erram. A sua missão é comer palha..."
Notícias ao Minuto

15:34 - 26/05/24 por Notícias ao Minuto

Desporto FC Porto

Pinto da Costa, o ainda presidente da SAD do FC Porto, lamentou este domingo não poder marcar presença no banco de suplentes na final da Taça de Portugal, frente ao Sporting, ao mesmo tempo que admitiu que cometeu alguns erros ao longos dos 42 anos em que liderou o clube azul e branco. 

"Querer ir para o banco não era porque se veja lá melhor, porque já não estou habituado, mas era homenagem que queria prestar aos jogadores que durante 42 anos proporcionaram 68 títulos no futebol nas minhas presidências. Hoje não foi possível porque estamos num país singular. Fala-se muito na liberdade de expressão, permite-se um presidente da AR a dizer que se algum deputado chamasse burro a outro consentiria...", começou por dizer Pinto da Costa, em entrevista à SIC, prosseguindo.

"É curioso, dei uma entrevista em que critiquei árbitro no jogo Estoril-FC Porto a intervenção do VAR, critiquei a atuação, mas referi sempre que não estava em causa a idoneidade nem seriedade de ninguém. Curiosamente, o CA veio dar-me razão, dizendo que penálti não devia ter sido revertido e fui castigado por ter dito isto. Curioso é que por ter dito isso, a presidente do CD que deixou seguir a proposta da senhora da Liga é deputada da nação. Quer dizer, ela faz parte pelo PS de uma AR onde é permitido chamar até burro aos outros e no futebol por ter criticado com razão, como provou pelas palavras do CA, fui castigado um jogo. É o país que temos, tenho pena de não estar lá em baixo pelo facto que disse, mas cá em cima vê-se melhor. O que me interessa é que o FC Porto vença, esteja eu onde estiver, nem que seja em casa", vincou o ainda presidente da SAD. 

Pinto da Costa explicou, ainda, vai passar a pasta a André Villas-Boas na terça-feira e que sai com a sensação de dever cumprido, embora com um recado para os críticos. 

"Arrependimentos? Não, saio com sensação de dever cumprido. Naturalmente que fiz erros e todos fazem erros. Só os burros não cometem [erros]. A sua missão é comer palha e relinchar, não podem errar. Saio de consciência tranquila e muito confiante no futuro do FC Porto", rematou. 

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório