Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 27º

"Se nos deixarmos embebedar com a vitória frente ao Benfica..."

 O treinador do Famalicão defendeu hoje que se a equipa se deixar "embebedar com a vitória frente ao Benfica" na última jornada vai sentir dificuldades frente ao Desportivo de Chaves, na 33.ª jornada da I Liga de futebol.

"Se nos deixarmos embebedar com a vitória frente ao Benfica..."
Notícias ao Minuto

14:44 - 09/05/24 por Lusa

Desporto Armando Evangelista

Armando Evangelista acredita que os transmontanos, em posição complicada na tabela classificativa, não vão "atirar a toalha ao chão" e vão continuar a tentar lutar pela manutenção e, por isso, defende que este será um jogo muito complicado.

"Esta será a última oportunidade de o Desportivo de Chaves lutar por um objetivo maior e se o Famalicão não estiver precavido, o seguimento que queremos dar à última vitória pode-se dificultar. Vamos ter um Chaves a dar a vida pelos três pontos. Temos que estar preparados para isso", começou por dizer o treinador da formação famalicense em conferência de imprensa de antevisão da partida.

O técnico explicou que a atitude não vai mudar e que esse é o principal segredo para estar mais perto da vitória.

"Temos que ser iguais a nós mesmos. Não podemos andar a oscilar de jogo para jogo. A atitude tem que ser sempre a mesma. Motivação, vontade de vencer, ser competitivos. Isso tem que estar sempre em cima da mesa. E, depois, não podemos ter medo de perder. Se isso acontecer, vamos ganhar mais vezes. E é dessa forma que vamos olhar para este jogo, sabendo que do outro lado há emoções à flor da pele", explicou.

Armando Evangelista teceu elogios à equipa do Desportivo de Chaves, que considera que vai dar o 'tudo por tudo' até ao final para conseguir permanecer na I Liga.

"Continuo a olhar para o Chaves como uma equipa recheada de bons elementos, uma equipa que vai continuar a querer agarrar-se à réstia de esperança que tem. Acredito que ninguém vai atirar a toalha ao chão. E nós, se nos deixarmos embebedar com a vitória frente ao Benfica, vamos passar mal. O nosso foco só pode terminar no final do último jogo, com o Casa Pia", defendeu.

O treinador abordou ainda a questão sobre a continuidade no Famalicão mas, mais uma vez, deixou tudo em aberto.

"O meu contrato com o Famalicão acaba dia 31 de maio. Desse dia em diante, sou livre para negociar com o Famalicão ou com outro clube qualquer. A nossa vida é esta", referiu.

O Famalicão, em oitavo lugar, com 39 pontos, joga esta sexta-feira, às 20:15, em casa do Desportivo de Chaves, em 17.º lugar, com 23, numa partida da 33.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol que será arbitrada por Ricardo Baixinho, da Associação de Futebol de Lisboa.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório