Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 20º

Pacheco pede Vitória "compacto e solidário" na visita ao líder Sporting

O treinador Álvaro Pacheco afirmou hoje que o Vitória de Guimarães tem de ser "compacto e solidário", e também autoritário com bola, para anular o líder Sporting, em desafio da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Pacheco pede Vitória "compacto e solidário" na visita ao líder Sporting
Notícias ao Minuto

13:59 - 20/04/24 por Lusa

Desporto I Liga

Encerrado o capítulo da Taça de Portugal, com a eliminação nas meias-finais perante o FC Porto, consumada na quarta-feira, com uma derrota por 3--1, o técnico realçou que a equipa minhota ainda pode ascender ao terceiro ou ao quarto lugar nos cinco jogos que restam, a começar pela visita ao reduto de um adversário 100% vitorioso em casa para a I Liga.

"Temos de ser equipa uma compacta, solidária e fechar não só os espaços interiores, mas também os ataques à profundidade. Com bola, temos de ser autoritários e de saber onde 'ferir' o Sporting", disse o técnico, na antevisão ao duelo marcado para as 20:30 de domingo, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Apesar os 'leões' se apresentarem para o duelo com uma "pressão maior", face à luta pelo título, o 'timoneiro' vitoriano realçou que a sua equipa tem de estar "no máximo" para travar a equipa treinada por Rúben Amorim, capaz de "muita variabilidade no jogo".

"Defensivamente, vamos ter de ser uma equipa muito criteriosa. Vamos ter de ter muita capacidade de antecipação e de saber os 'timings' para 'saltar' à pressão. Vai haver muitos duelos e temos de estar atentos", completou, a propósito do embate com um oponente com sete vitórias seguidas para a I Liga.

Convencido de que os seus pupilos podem "escrever uma página bonita" na história do clube vimaranense - até porque lhes basta mais seis pontos, em 15 possíveis, para superar o recorde de pontos no campeonato, de 62, fixado em 1995/96 e em 2016/17 -, Álvaro Pacheco frisou ainda que a equipa se deve abstrair do ambiente que a espera, num estádio que se perspetiva cheio.

"Para estarmos perto de ganhar, temos de estar perto da nossa essência. O nosso adversário vai estar com estádio cheio. A última derrota do campeonato do Sporting foi com o Vitória [na 13.ª jornada]. Espero que sejamos capazes de estar tranquilos, de nos abstrairmos do ambiente e de nos focarmos no nosso jogo", admitiu.

O treinador, de 52 anos, vincou ainda que Bruno Varela vai retomar a titularidade na baliza, após Charles ter defendido na segunda mão da meia-final com os 'dragões', que o lateral esquerdo Afonso Freitas recuperou da lesão sofrida na quarta-feira e que o médio Zé Carlos tem de "continuar a evoluir" para ir além dos 505 minutos que soma nesta época, número aquém dos 1.464 de 2022/23.

"Quem está a jogar, está a jogar muito bem. Tem de continuar a trabalhar e a evoluir. Neste processo de trabalho desde que chegámos [a equipa técnica], toda a gente tem evoluído. O Zé faz parte do nosso plantel. Agora é esperar pela oportunidade", adiantou.

O Vitória de Guimarães, quinto classificado da I Liga portuguesa de futebol, com 57 pontos, visita o Sporting, líder do campeonato, com 77, em partida agendada para as 20:30 de domingo, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, com arbitragem de Cláudio Pereira, da Associação de Futebol do Aveiro.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório