Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
29º
MIN 16º MÁX 29º

Djokovic pode chegar ao topo dos Laureus, vencedora feminina será inédita

O regresso do tenista Novak Djokovic e nova indicação do futebolista Lionel Messi destacam-se nas nomeações dos Laureus para desportistas do ano, prémios em que a categoria feminina, que também repete nomeações, terá uma vencedora inédita.

Djokovic pode chegar ao topo dos Laureus, vencedora feminina será inédita
Notícias ao Minuto

13:22 - 26/02/24 por Lusa

Desporto Laureus

Em masculinos, do último ano para este, voltam a estar indicados o piloto de F1 Max Verstappen, vencedor em 2022, Lionel Messi, em 2020 e 2023, e o recordista mundial do salto com vara Mondo Duplantis, anteriormente nomeado, mas que nunca venceu.

Entre os seis 'candidatos' masculinos para este ano estão também o múltiplo vencedor Novak Djokovic, com quatro prémios Laureus (2012, 2015, 2016, 2019), o futebolista norueguês Erling Haaland e o velocista norte-americano Noah Lyles.

"Estou muito emocionado por ser nomeado. Já ganhei quatro vezes e de cada vez foi muito especial e inesquecível. É uma honra diferente de qualquer outra porque são os membros da Academia Laureus que tomam a decisão final, e eles sabem que depois de chegarem ao topo do seu desporto, o que é preciso para ficar lá", reconheceu Djokovic, citado pela organização.

'Djoko' é, aliás, o segundo desportista masculino com mais prémios Laureus na carreira, a par do velocista Usain Bolt, e apenas atrás do também tenista Roger Federer, cinco vezes vencedor do prémio.

Em femininos, haverá sempre uma vencedora inédita, apesar da tenista polaca Iga Swiatek e a esquiadora norte-americana Micaela Shiffrin repetirem nomeações, numa lista que tem ainda as estreantes Shericka Jackson (Jam, atletismo), Faith Kipyegon (Que, atletismo), Sha'Carri Richardson (EUA, atletismo) e Aitana Bonmati (Esp, futebol).

A vencedora, que será uma estreia, sucederá às velocistas jamaicanas Elaine Thompson-Herah e Shelly-Ann Fraser-Pryce, distinguidas em 2022 e 2023, respetivamente.

Em outros prémios, destaque para o 'golden boy' do futebol Jude Bellingham, transferido para o Real Madrid, ou para a tenista Coco Gauff, que venceu o seu primeiro Grand Slam (Open dos Estados Unidos), na categoria de revelação.

Nas equipas, a seleção espanhola feminina de futebol, inédita campeã mundial, e o Manchester City, também pela primeira vez vencedor da 'Champions', estão entre as nomeadas, mas também a seleção de râguebi da África do Sul, após o quarto título mundial.

Na divulgação, a organização lembra que as histórias desportivas não se concentram no destino, mas sim na jornada e por isso a categoria de prémios para os que regressaram, como a ginasta Simone Biles, após dois anos de ausência por questões de saúde mental, ou o futebolista Sebastien Haller, diagnosticado com um tumor testicular e que voltou a competir, entre outros.

Os seis nomeados de cada uma das sete categorias foram selecionados pelos 1.300 membros do Laureus Global Media Panel e o prémio Laureus de Melhor Paratleta do Ano foi por votação do Comité Paralímpico Internacional, sendo os vencedores conhecidos em cerimónia a realizar em 22 de abril, em Madrid.

- Desportista masculino do ano:

Max Verstappen (Hol, F1)

Lionel Messi (Arg, futebol).

Mondo Duplantis (Sue, atletismo).

Novak Djokovic (Ser, ténis).

Erling Haaland (Nor, futebol).

Noah Lewis (EUA, atletismo).

- Desportista feminina do ano:

Iga Swiatek (Pol, ténis).

Mikaela Shiffrin (EUA, esqui alpino).

Shericka Jackson (Jam, atletismo).

Faith Kipyegon (Que, atletismo).

Sha'Carri Richardson (EUA, atletismo).

Aitana Bonmati (Esp, futebol).

- Equipa do ano:

Seleção europeia da Ryder Cup (golfe).

Seleção alemã masculina de basquetebol.

Seleção sul-africana masculina de râguebi.

Seleção espanhola feminina de futebol.

Equipa masculina do Manchester City (futebol).

Red Bull (F1).

- Revelação do ano:

Jude Bellingham (Ing, futebol).

Linda Caicedo (Col, futebol).

Coco Gauff (EUA, ténis).

Qin Haiyang (Chn, natação).

Josh Kerr (EUA, atletismo).

Salma Paralluelo (Esp, futebol).

- Regresso do ano:

Simone Biles (EUA, ginástica).

Sébastien Haller (Cmf, futebol).

Katarina Johnson-Thompson (GB, atletismo).

Siya Kolisi (Afs, râguebi).

Jamal Murray (Can, basquetebol).

Marketa Vondrousova (Che, ténis).

- Desportista paralímpico do ano:

Diede De Groot (Hol, ténis).

Simone Barlaam (Ita, natação).

Danylo Chufarov (Ucr, natação).

Luca Ekler (Hun, atletismo).

Nicole Murray (Nzl, ciclismo).

Markus Rehm (Ale, atletismo).

- Melhor do ano em desportos de ação:

Rayssa Leal (Bra, Skate).

Caroline Marks (EUA, surf).

Kirsten Neuschäfer (Afs, vela).

Bethany Shriever (GB, BMX).

Filipe Toledo (Bra, Surf).

Arisa Trew (Aus, Skate).

- Desporto para o Bem:

Bola Pra Frente (Brasil) Multidesporto x Empregabilidade.

Dancing Grounds (EUA) Dança x Integração social.

Fundación Rafa Nadal (Espanha) Ténis x Educação.

ISF Cambodia Futebol x Educação.

Justice Desk Africa (África do Sul) Multidesporto x Direitos Humanos.

Obiettivo Napoli (Itália) Multidesporto x Inclusão.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório