Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 27º

Depois do horror chegou o drama. As notas do Qarabag-Sp. Braga

Os arsenalistas, após escalarem a montanha, caíram nos descontos do prolongamento.

Depois do horror chegou o drama. As notas do Qarabag-Sp. Braga
Notícias ao Minuto

08:02 - 23/02/24 por Ricardo Santos Fernandes

Desporto Análise

O Sporting de Braga despediu-se, esta quinta-feira, das competições europeias, após ser eliminado de forma dramática, em Baku, pelo Qarabag. Depois do filme de terror na Pedreira, em que os pupilos de Artur Jorge perderam por 2-4, eis que no Azerbaijão chegou uma vitória amarga por 3-2.

Um triunfo insuficiente para os arsenalistas que, após uma primeira parte medíocre,  igualaram a eliminatória com remates certeiros de Roger Fernandes (70') e Álvaro Djaló (83'), beneficiando da expulsão de Cafarquiliyev à passagem dos 57 minutos.

Quando o mais difícil parecia já ter sido alcançado, eis que no cume da montanha se encontrava novo pesadelo para ser vivido. Mesmo reduzido a 10 elementos, o Qarabag, por Matheus Silva, fez o 1-2 e colocou-se novamente em vantagem na eliminatoria.

Porém, e de grande penalidade, Banza posicionou, mais uma vez, o conjunto português dentro da disputa pelos 'oitavos'. E quando tudo levava a crer que rumaríamos às grandes penalidades, eis que o Sp. Braga cometeu o enésimo erro: aos 120+2', após um livre batido de forma rápida, Akhundzade, isolado na área, fez o 2-3. Baku virou mesmo cidade maldita no adeus do Sp. Braga à Liga Europa.

Vamos então às notas de destaque desta partida:

Figura

Nariman Akhundzade será nos próximos dias um nome a não esquecer no Azerbaijão. Rubricou o golo do apuramento azeri para os 'oitavos' da Liga Europa. Com apenas 19 anos, esta estrela, com enorme futuro pela frente, teve nervos de aço para selar, nos descontos, o remate da glória.

Surpresa

Roger Fernandes tem apenas 18 anos e foi das 'asas' do menino que o acreditar voltou à eliminatória. Marcou o primeiro golo dos arsenalistas, em Baku, sendo ainda responsável por arrancar o segundo cartão amarelo de Elvin Cafarguliyev.

Desilusão

Catastrófica exibição de Zalazar. Das piores, talvez, desde que enverga a camisola arsenalista. Apenas 54 minutos em campo e pouco fez. Pelo contrário, não só não não acrescentou como prejudicou. Mal a atacar, mal a defender, perdeu ínumeros duelos e foi quase sempre o 'melhor amigo' dos seus rivais.

Treinadores

Gurban Gurbanov escreveu uma enorme página de ouro para o Qarabag. Partia como 'underdog'  para esta eliminatória, mas afirmou-se como a melhor equipa nos mais de 210 minutos do conjunto das duas mãos. Vergou o Sp. Braga a uma eliminação justa e que, há uma semana, nenhum teórico preveria tal cenário.

Artur Jorge caminha a passos largos para o fim da linha. Com um pódio cada vez mais difícil de alcançar, e até um quarto lugar tremido pela sombra do Vitória SC, eis que a Europa voltou a mostrar uma péssima versão deste Sp. Braga. Alvalade foi horribilis, o duelo em casa com o Qarabag foi outro filme de terror e, na noite desta quinta-feira, também Baku mostrou ser peça de teatro não recomendável para qualquer adepto do emblema arsenalista. Afinal, nem a vitória da Taça da Liga parece convencer os mais otimistas. Este Sp. Braga defende mal, o meio-campo deixou de ser relógio suíço e até o ataque já teve melhores dias. Os minhotos já não têm remédio europeu, falta saber se ainda têm antibiótico para curar os males internos.

Árbitro da partida

Boa arbitragem de Georgi Kabakov. Expulsão justa de Cafarquliyev, assim como bem assinalado o penálti a favor dos arsenalistas. Também ajuizou bem o golo anulado a Abel Ruiz, por braço do internacional espanhol.

Leia Também: Liga Europa: Os possíveis adversários de Benfica e Sporting nos 'oitavos'

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório