Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 26º

"Artur Jorge? Todos os amantes do futebol recordam com grande carinho"

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, assumiu hoje a consternação pela morte do antigo jogador e treinador Artur Jorge, que considerou "uma figura indelével do futebol português".

"Artur Jorge? Todos os amantes do futebol recordam com grande carinho"
Notícias ao Minuto

12:20 - 22/02/24 por Lusa

Desporto Fernando Gomes

"Foi com grande consternação e tristeza que tomei conhecimento da morte de Artur Jorge, uma figura indelével do futebol português. Jogador de grande gabarito, internacional por 16 vezes, selecionador nacional em duas ocasiões e, como treinador principal, campeão europeu ao serviço do FC Porto, Artur Jorge sempre prestigiou o futebol nacional na Europa e no mundo", lê-se na mensagem de condolências de Fernando Gomes.

O antigo avançado Artur Jorge, nascido no Porto, em 13 de fevereiro de 1946, iniciou a carreira no FC Porto, tendo, depois, rumado à Académica, em Coimbra, onde, como jogador-estudante cursou Filologia Germânica, antes de chegar ao Benfica, clube no qual venceu quatro campeonatos e duas Taças de Portugal.

Prosseguiu a carreira no Belenenses, antes de a encerrar nos norte-americanos do Rochester Lancers, em 1977, enveredando, depois, pela carreira de treinador, na qual teve o momento alto da carreira em 1986/87, ao vencer a Taça dos Clubes Campeões Europeus ao serviço do FC Porto.

Além deste sucesso nos 'dragões', que comandou em dois períodos, passou por clubes como Vitória de Guimarães, como adjunto, Belenenses, Portimonense, Matra Racing, Benfica, Tenerife, Vitesse, Paris Saint-Germain, Al Nassr, Al Hilal, Académica, CSKA Moscovo, Al Nasr, Creteil Lusitanos e Alger, além da seleção de Portugal, em duas ocasiões, dos Camarões e da Suíça.

Ao longo da carreira de treinador, Artur Jorge conquistou três campeonatos portugueses, uma Supertaça e uma Taça de Portugal pelo FC Porto, além da 'Champions', e um título de campeão francês.

"Teve passagens marcantes pelo futebol francês, onde foi um grande elo de ligação com a comunidade emigrante lusa, e acima de tudo foi uma pessoa que sempre pautou a sua conduta pelos mais exigentes padrões da ética pessoal e desportiva", prosseguiu o líder Federativo.

Fernando Gomes destacou o antigo futebolista e treinador como "grande intelectual, pessoa com um perfil afável, humilde e discreto", mas também pelos sucessos: "Foi igualmente o primeiro treinador português a conquistar uma Taça dos Campeões Europeus, ao serviço do FC Porto".

"Todos os amantes do futebol recordam com grande carinho essa conquista indiscutivelmente fundadora, no final dos anos 80, do ressurgimento do futebol nacional nos grandes palcos internacionais. A toda a família e amigos do Artur Jorge, envio, em nome da FPF, envio as mais sentidas condolência e a garantia que o futebol português sempre o recordará com eterna saudade", concluiu Fernando Gomes.

Leia Também: Morreu Artur Jorge, antigo selecionador nacional, aos 78 anos

Leia Também: FC Porto lamenta morte de Artur Jorge e recorda primeiro título europeu

Leia Também: Dos clubes à seleção (e não só). As reações à morte de Artur Jorge

Leia Também: PSG não esquece Artur Jorge no segundo título de campeão francês

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório