Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
28º
MIN 16º MÁX 30º

Sagan termina carreira na estrada em 2023 para se dedicar ao BTT

O eslovaco Peter Sagan (TotalEnergies), três vezes campeão do mundo de fundo, vai terminar a carreira no ciclismo de estrada em 2023 para se dedicar ao BTT nos Jogos Olímpicos Paris2024, revelou hoje o próprio.

Sagan termina carreira na estrada em 2023 para se dedicar ao BTT
Notícias ao Minuto

10:42 - 27/01/23 por Lusa

Desporto Paris'2024

Um dia depois de completar 33 anos, Sagan convocou a comunicação social para uma conferência de imprensa posterior à Volta a San Juan, na Argentina, para anunciar que vai deixar de participar em provas do WorldTour assim que termine a temporada de 2023, para se concentrar nas corridas de bicicletas de montanha, tendo em vista o objetivo olímpico.

"Este vai ser o meu último ano no ciclismo de estrada, como profissional, para o ano vou, mantendo-me na equipa TotalEnergies, me concentrar no BTT, tendo em vista os Jogos Olímpicos", afirmou Sagan, recordista de triunfos na classificação por pontos na Volta a França, com sete camisolas verdes.

Vencedor de 12 etapas na Volta a França, quatro na Volta a Espanha, da edição do Paris-Roubaix de 2018 e da Volta a Flandres de 2016, Sagan cumpre a segunda temporada na formação francesa, tendo previsto, este ano, disputar algumas clássicas e a 'Grande Boucle'.

"Sempre disse que queria terminar a minha carreira na bicicleta de montanha, porque foi nessa especialidade que comecei. Aprecio muito esta decisão, para terminar a minha carreira, porque estou a fazer algo que realmente me dá gozo", acrescentou.

O eslovaco, idolatrado no mundo do ciclismo, admitiu pôr termo à carreira desportista após Paris2024.

"Nunca foi o meu sonho correr até aos 40 anos. Creio que agora chegou o momento. E, sim, vou poder terminar a minha carreira em Paris, nos Jogos Olímpicos, e isso vai ser algo bom para mim", acrescentou, assegurando que pretende disputar a prova "para desfrutar".

Sagan disputou a prova de 'cross country' em BTT nos Jogos Rio2016, tendo terminado no 35.º lugar, naquela que foi a segunda participação olímpica, depois do 34.º posto na estrada em Londres2012 -- falhou a prova de fundo em Tóquio2020 devido a complicações com uma operação ao joelho direito na sequência de uma queda no Tour2021.

"Não se trata de procurar medalhas. Não quero pressão sobre se ganho ou perco. É algo que sempre quis, terminar a carreira numa bicicleta de montanha e o próximo ano é um ano olímpico. Quero fazê-lo por mim, e por nada mais", concluiu.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório