Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 25º

"Sporting? Rafael Leão é que arranjou a confusão, não foi o AC Milan"

Pietro Vierchowod defende que os rossoneri devem vender o internacional português, ao invés de lhe renovar o contrato.

"Sporting? Rafael Leão é que arranjou a confusão, não foi o AC Milan"
Notícias ao Minuto

19:26 - 19/10/22 por Notícias ao Minuto

Desporto Pietro Vierchowod

Pietro Vierchowod, antigo internacional italiano que representou o AC Milan, na temporada 1996/97, mostrou-se, esta quarta-feira, surpreendido com as notícias que dão conta da possibilidade de o clube ajudar Rafael Leão a saldar a dívida que mantém com o Sporting.

Os rossoneri terão proposto pagar, a meias com o Lille, os cerca de 20 milhões de euros que o internacional português deve aos leões, face à rescisão unilateral do contrato, de forma a convencê-lo a renovar, algo que causou estranheza ao ex-defesa-central.

"Consideramo-lo um campeão ou um bom jogador? Penso que pode ser substituído. Ele faz 40 minutos por jogo. Nesse contexto, pode fazer a diferença, mas houve alturas em que outros faziam a diferença. Sem Leão, é possível seguir em frente", começou por dizer.

"Ele é que arranjou a confusão, não foi o AC Milan. Ele que a solucione. Eu, vendê-lo-ia. É um bom jogador, ponto final. Vimos casos semelhantes no passado. O AC Milan perdeu Donnarumma e arranjou um outro grande guarda-redes", prosseguiu.

"É melhor não remediar antes de cair. Onde é que está escrito que Leão deve receber do AC Milan o dinheiro que deve ao Sporting? É absurdo pagar pelos erros dele", completou, em entrevista concedida ao portal italiano Tuttomercatoweb.

Leia Também: Milan e Lille terão acordo para pagar dívida de Rafael Leão ao Sporting

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório