Meteorologia

  • 03 OUTUBRO 2022
Tempo
28º
MIN 16º MÁX 28º

Não cai o Carmo, nem a Trindade: Análise aos reforços frente ao AS Monaco

FC Porto obteve o oitavo triunfo ao oitavo jogo da pré-época e vira agora o foco para a Supertaça.

Não cai o Carmo, nem a Trindade: Análise aos reforços frente ao AS Monaco
Notícias ao Minuto

08:01 - 24/07/22 por Miguel Simões

Desporto Análise

Após sete jogos (leia-se triunfos) longe dos olhares dos adeptos, o FC Porto apresentou-se este sábado, no Estádio do Dragão, com uma vitória por 2-1 diante do AS Monaco, uma semana antes de disputar a Supertaça, diante do Tondela.

O jogo teve um pouco de tudo. Bolas ao poste, grandes penalidades, golos anulados, defesas cruciais e muita emoção até ao fim. 

Após um primeiro tempo sem golos, os motivos de festejo só surgiriam no segundo tempo, já dentro dos últimos 25 minutos, impulsionados por algumas mexidas em campo promovidas por Sérgio Conceição.

Taremi inaugurou o marcador de penálti, Galeno ampliou a vantagem logo após entrar em campo e David Carmo ainda foi a tempo de imitar o colega de equipa, mas o lance acabou anulado. Ainda assim, não cai o Carmo, nem a Trindade por isso.

O AS Monaco chegou a reduzir num penálti de Ben Yedder, mas o FC Porto confirmou mesmo o oitavo triunfo ao oitavo jogo de pré-época, já com os reforços a somarem os primeiros minutos, embora tenham entrado apenas na reta final.

Reforços à lupa

David Carmo

Uma estreia que podia ter sido de sonho, não fosse a invalidação do 3-0. Entrou juntamente com Fábio Cardoso para render a dupla Pepe-Marcano no eixo da defesa e, segundos depois, festejou efusivamente um golo na sequência de um lançamento lateral, que acabaria anulado por mão na bola antes do remate. De resto, David Carmo registou alguns momentos interessantes defensivamente, embora tenha visto a equipa sofrer um golo enquanto esteve em campo.

Gabriel Veron

Teve pouca bola nos pés em função do reduzido tempo que esteve em campo, cerca de dez minutos. Ainda assim, o ex-avançado do Palmeiras esteve seguro no apoio aos restantes colegas e revelou saber como auxiliar a equipa nas transições defensivas 'forçadas' pelo AS Monaco na reta final do encontro.

Rodrigo Conceição

À semelhança dos dois jogadores contratados acima mencionados, o filho de Sérgio Conceição também só entrou nos últimos dez minutos, mas deu conta do recado do lado direito da defesa, limpando inclusive um lance de potencial perigo na reta final. Ofensivamente, pouco conseguiu mostrar, mas terá oportunidade para isso no futuro.

Stephen Eustáquio

Não é um reforço propriamente dito para o plantel, mas assinou a título definitivo (após empréstimo do Paços de Ferreira) e foi opção imediata para o onze de Sérgio Conceição. Seguro no passe, desequilibrador no momento de partir para o ataque e resiliente na interceção de jogadas criadas pelo adversário na zona interior, embora na primeira parte o FC Porto tenha acumulado alguns erros nesse aspeto.

A base dos dragões e as entradas empolgantes

Apesar de os sinais de maior tranquilidade só terem aparecido com as mexidas em campo, a 'base' apresentada por Sérgio Conceição - sem invenções na hora de render os jogadores transferidos - protagonizou vários momentos de destaque.

A começar pela segurança da dupla entre Pepe e Marcano, que soube afastar os lances de potencial perigo, ainda que outros tenham sido travados pelo guardião Diogo Costa. No entanto, nas laterais houve lugar para erros e isso permitiu que as referências ofensivas do AS Monaco tentassem criar mais perigo a partir dos corredores em determinados momentos do jogo.

Lá na frente, Taremi e Evanilson estiveram praticamente sempre a desequilibrar durante o primeiro tempo, mas isso não se traduziu em golos, nem mesmo com as chegadas de Pepê à área e não tanto as de Bruno Costa, ligeiramente mais apagado no jogo.

Por fim, nota para as entradas empolgantes, com destaque para a de Galeno. O avançado brasileiro não só marcou na primeira jogada que teve, como ainda protagonizou uma série de momentos desequilibradores, surgindo galvanizado a partir de várias zonas do terreno. Também Otávio esteve em bom plano, uma vez que desbloqueou uma série de barreiras francesas através de passes algo açucarados.

Leia Também: Do banco veio a tranquilidade. FC Porto bate AS Monaco antes da Supertaça

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório