Meteorologia

  • 06 JULHO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 31º

AS Roma-Feyenoord: São 11 contra 11 e numa final ganha... Mourinho

José Mourinho ganhou as quatro finais europeias que anteriormente disputou ao serviço de FC Porto, Inter e Manchester United.

AS Roma-Feyenoord: São 11 contra 11 e numa final ganha... Mourinho

Feyenoord e AS Roma defrontam-se, esta quarta-feira, a partir das 20 horas, em Tirana, na final da primeira edição da Liga Conferência Europa.

Se o conjunto giallorosso, sexto classificado da Serie A, ainda procura alcançar o primeiro troféu europeu da sua história, o conjusto neerlandês, terceiro da Eredivisie, outrora, já conquistou uma Taça dos Campeões Europeus e duas edições da antiga Taça UEFA.

Do lado italiano destaque para a presença dos portugueses Sérgio Oliveira e Rui Patrício (não falhou um único minuto na presente edição da Serie A), mas também para José Mourinho. O técnico luso vai disputar a quinta final europeia, tendo vencido as quatro anteriores, ao serviço de FC Porto (Taça UEFA 2002/03 e Liga dos Campeões 2003/04), Inter (Liga dos Campeões 2009/10) e Manchester United (Liga Europa 2016/17).

Treinadores em discurso direto 

José Mourinho

Carisma: O meu carisma não vai fazer diferença e a experiência também não vai ajudar. Esperava que sim, mas sinto exatamente a mesma coisa que senti quando estava a preparar a primeira final na carreira. Tudo o que quero fazer é ler o jogo da melhor maneira e ajudar a equipa"

Special One? A história do 'Special One' é uma história antiga. Foi quando eu estava no início. Quando se tem mais maturidade e estabilidade, pensamos mais nas pessoas e menos em nós próprios. É uma história antiga, não acredito em magia - quando se chega a uma final depois de uma temporada de trabalho, o trabalho está feito. É o momento da equipa, não o momento de um indivíduo

Ganhar todos os troféus europeus? Se eu ganhar, serei o primeiro a ganhar todos os troféus europeus, mas isso só se eu ganhar.

Arne Slot

Final inesperada: Se olharmos para as últimas temporadas do Feyenoord, não acho que fosse realista esperar [que chegássemos a esta final]. Nos últimos anos, nunca conseguimos passar da fase de grupos. Acho que depois de uma das primeiras partidas fora de casa que vencemos, um membro da imprensa estava a assistir à partida com lágrimas nos olhos e dizendo: 'Mas nunca vencemos jogos fora!'.

Futebol ofensivo: Quando tu começas a trabalhar com esta equipa, logo percebes o potencial que ela tem. As nossas partidas foram algumas das mais espetaculares: muitos golos, energia, intensidade e muito futebol ofensivo. Essas são as coisas pelas quais o futebol neerlandês é conhecido. Portanto, independentemente dos resultados, podemos olhar para esta temporada com um sentimento muito positivo sobre a maneira como nos apresentámos.

O que significaria vencer a final? Acho que só se pode descrever esse sentimento depois de acontecer. Acho que conseguimos deixar os adeptos orgulhosos desta equopa. Eles estão realmente orgulhosos da sua equipa agora, mas não ficamos satisfeitos apenas com isso.

Últimos onzes

AS Roma: Rui Patricio; Mancini, Kumbulla, Ibanez; Spinazzola, Oliveira, Veretout, Zalewski; Pellegrini, Shomurodov; Abraham

Feyenoord: Marciano; Pedersen, Geertruida, Senesi e Hendriks; Aursnes, Til, Kokcu; Jahanbakhsh, Dessers e Sinisterra.

Últimos resultados

AS Roma: V-E-D-V-E

Feyenoord: D-V-E-E-V

Ausências

AS Roma:  Mkhitaryan

Feyenoord: Bassett e Troost

Leia Também: "Na final podemos fazer história e é isso que estamos aqui para fazer"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório