Meteorologia

  • 27 JULHO 2021
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

Simon Kjaer, o herói que também foi decisivo na hora de socorrer Eriksen

Capitão dinamarquês foi dos primeiros jogadores a reagir assim que Eriksen perdeu os sentidos, tomando duas ações importantes antes da chegada da equipa médica. Kjaer não terminou o jogo e pediu para sair por estar em choque.

Christian Eriksen deixou o mundo do futebol em choque depois de cair inanimado no jogo entre Dinamarca e Finlândia (0-1), registado este sábado e referente à 1.ª jornada do grupo B do Euro'2020. O médio dinamarquês perdeu os sentidos, ficou inconsciente e a rápida intervenção dos médicos terá evitado o pior dos cenários. No entanto, também os jogadores de ambas as seleções merecem uma dose de mérito pela forma como prontamente pediram o socorro para o colega de profissão. Simon Kjaer, capitão dos dinamarqueses, foi mais longe e reagiu de forma imediata com duas ações muito importantes antes da chegada da equipa médica. 

Assim que Eriksen caiu desamparado no relvado, Kjaer correu vários metros para socorrer o colega e amigo com dois gestos fundamentais: primeiro não deixou que a língua de Eriksen dobrasse e depois colocou o colega numa posição lateral, tal como aconselham os médicos neste tipo de situação.

Mas o papel do capitão da Dinamarca não se ficou por aqui. Apesar da emoção, Kjaer conseguiu sempre manter o espírito de liderança e orientou, juntamente com Thomas Delaney, os colegas na formação do cordão humano em torno da assistência médica a Eriksen, impedindo assim que a realização televisiva recolhesse imagens do momento. 

Além disso, foi também dos primeiros a chegar perto de Sabrina Kvist Jensen, namorada de Eriksen, que estava no relvado em total estado de choque. Aproximou-se, abraçou-a e acalmou-a, contando, posteriormente, com a ajuda do guardião Kasper Schmeichel. 

Pediu para sair por estar em choque

Apesar da aparente calma, Simon Kjaer não conseguiu manter a concentração na altura em que o jogo foi retomado e pediu mesmo para sair muito cedo no encontro, quando o relógio marcava os 63 minutos. Nessa altura Vestergaard rendeu o capitão. O selecionador Kasper Hjulmand explicou que Kjaer foi quem pediu para sair por "estar em choque". 
 

Leia Também: Rivalidade esquecida: Finlandeses e dinamarqueses gritaram por Eriksen

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório