Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 30º

"É extremamente difícil alcançar a final desta competição"

Selecionador nacional aplaude prestação dos jogadores.

"É extremamente difícil alcançar a final desta competição"
Notícias ao Minuto

21:34 - 03/06/21 por Notícias ao Minuto c/Lusa

Desporto Rui Jorge

Rui Jorge, selecionador nacional dos sub-21, em declarações aos jornalistas após a vitória frente a Espanha (1-0) que coloca Portugal na final do Campeonato Europeu.

Sensação de chegar à final: "A sensação é ótima, pois é extremamente difícil alcançar a final desta competição. Penso que a Espanha foi superior em termos de qualidade de jogo e no domínio territorial que acabou por ter. Neste duelo entre equipas que jogam bem e têm bom controlo de bola, não conseguimos sobrepor-nos a eles. Tivemos de defender mais baixo do que gostaríamos, mas onde, apesar de tudo, nos sentimos confortáveis. A partir do momento em que a Espanha tomou conta da bola, tivemos algumas situações de ataque rápido e marcámos com sorte. É injusto para a Espanha não atingir a final, mas tenho de considerar muito justo para os meus atletas."

Resposta da equipa: "A versatilidade da nossa equipa também se vê nestes jogos. Defrontámos o expoente máximo em termos de posse de bola e de qualidade de circulação. Conseguirmos suster esse estilo, apesar de não termos feito durante grande parte do jogo aquilo que nós costumamos e gostamos de fazer. Quando assim é, não me custa reconhecer que tentámos batê-los neste estilo de jogo, não conseguimos e tivemos de recorrer a outro. Alcançámos a 12.ª vitória seguida em jogos oficiais de sub-21. Nunca tinha acontecido e isto é uma enormidade. As pessoas devem ter consciência de que fizemos um caminho com Espanha, Inglaterra e Itália. Esta geração está a fazer um trajeto excelente."

Segunda parte complicada: "O nosso pior momento foi o início da segunda parte. Sentimo-nos menos confortáveis no jogo e acho que a partir daí, apesar de a Espanha continuar a ter algum domínio sobre nós, estivemos muito mais confortáveis e não foi tão difícil como nos minutos iniciais da segunda parte, em que estivemos bastante desequilibrados e eles criaram situações."

Conté em vez de Tomás Tavares: "O Tomás [Tavares] teve um problema no último jogo e não estava a 100%. Optámos pelo Abdu [Conté], que sabemos o que podia dar e fez um excelente jogo. Estamos contentes por ele, porque demonstrou capacidade para estar a este nível e exibiu-se da forma que esperava. Este espaço também serve para as pessoas perceberam a qualidade dos jogadores que temos e chamar a atenção dos menos atentos ao fenómeno futebolístico."

Leão em vez de Gonçalo Ramos: "O [Rafael] Leão é um jogador particular e com um potencial tremendo. Acho que nos ajudou bastante hoje através daquele estilo característico dele e assinou uma das nossas primeiras chances. Contamos com ele. Tem um grande potencial para nos representar mais tarde a um outro nível. Resta-lhe demonstrar mais vezes aquilo que sabe fazer."

Adversário da final: "Conhecemos melhor os Países Baixos do que a Alemanha, mas nenhuma será fácil. Nesta fase é impossível chegar uma equipa que não seja muito boa. Se for os Países Baixos não teremos vantagem, porque eles não teriam sobre nós."

Final: "Será mais um jogo, sendo verdade que já o disputámos no passado e fomos tendo diversos jogos decisivos em apuramentos e eliminatórias. Portanto, vai ser mais um jogo que vamos fazer e que será preparado da mesma forma que os outros todos. Poderá ter uma carga emocional diferente para alguns jogadores, mas isso é ultrapassável."

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório