Meteorologia

  • 15 JUNHO 2021
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 32º

Edição

Alex Ferguson: "Se morrer amanhã, fico muito grato por estes três anos"

Antigo treinador escocês sofreu uma hemorragia cerebral em 2018.

Alex Ferguson: "Se morrer amanhã, fico muito grato por estes três anos"

Antes da estreia do documentário sobre a sua vida, Alex Ferguson concedeu uma entrevista à BBC onde falou do difícil momento que viveu em 2018, quando sofreu uma hemorragia cerebral.

"Tentei sair da cama e caí. Tive muita sorte porque caí contra uma sapateira, e todos os sapatos caíram e fizeram barulho. A Cathy estava no andar de baixo e veio socorrer-me. Fez-me sentar contra a parede e esse é o último momento que me lembro", referiu o ex-técnico de 69 anos.

Alex Ferguson confessou que teve medo de perder a sua memória, mas enalteceu todo o tratamento e cuidado que os profissionais de saúde tiveram consigo.

"Depois da operação não conseguia dizer uma palavra. No entanto, a terapeuta da fala foi fantástica comigo. Fez-me escrever todos os nomes da minha família, todos os nomes dos  meus jogadores, e em 10 dias recuperei a minha memória", recordou, acrescentando estar muito agradecido por ter sobrevivido.

"Tento não levar tudo tão a sério, somos mesmo vulneráveis. Se morrer amanhã, estou grato por estes três anos extra. É um sentimento que já tenho há algum tempo", acrescentou ainda Alex Ferguson.

'Sir Alex Ferguson: Never Give In' estreia a 27 de maio nos cinemas britânicos e na plataforma Amazon.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório