Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2021
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

Liga Mundial de Surf confirma provas em Santa Cruz e na Costa da Caparica

As provas do circuito de qualificação mundial de surf regressam a Portugal em maio, em Santa Cruz e na Costa da Caparica, após um ano sem competições oficiais da Liga Mundial de Surf (WSL), devido à pandemia.

Liga Mundial de Surf confirma provas em Santa Cruz e na Costa da Caparica
Notícias ao Minuto

18:12 - 28/04/21 por Lusa

Desporto Surf

com grande alegria que vemos os eventos da World Surf League regressar a Portugal. Depois de todos termos vivido tempos desafiantes, conseguimos, juntamente com os nossos parceiros, voltar a fazer aquilo que mais gostamos", destacou em comunicado Francisco Spínola, representante da WSL na Europa, Médio Oriente e África (EMEA), sublinhando que "a expectativa de todos os envolvidos, e particularmente dos atletas, é enorme uma vez que estes últimos estiveram praticamente um ano sem competir".

O Estrela Galicia Pro Santa Cruz, prova de qualificação masculina de 3.000 pontos, vai decorrer entre 11 e 16 de maio, e o Estrela Galicia Caparica Surf Fest, que conta com uma prova de qualificação masculina de 3.000 pontos e uma prova de qualificação feminina de 1.000 pontos, está agendado para entre 18 e 23 de maio.

Os surfistas portugueses Vasco Ribeiro (tetracampeão nacional) e Afonso Antunes, bem como os internacionais Joan Duru (França), Ramzi Boukian (Marrocos) e Kauli Vaast (Taiti/França) vão estar presentes em ambos os eventos, informou a WSL, e a lusa Teresa Bonvalot (tricampeã nacional), e as francesas Justine Dupont, Pauline Ado e Joanne Defay vão marcar presença na prova da Caparica.

"O regresso já em maio de duas provas WSL a Portugal, Santa Cruz e Costa da Caparica, atesta o compromisso e o empenho de todos os parceiros na consolidação de um produto de qualidade alinhado com uma nova realidade. A permanência em Portugal de competições desta dimensão é também uma mensagem de esperança aos surfistas de todo o mundo que nos visitam, e às empresas nacionais que em boa hora souberam responder às exigências e expectativas de um destino 'clean & safe' [limpo e seguro]. É também um sinal de que, gradualmente, a retoma se inicia", assinalou Luis Araújo, Presidente do Turismo de Portugal.

Por seu turno, Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, vincou que, ao acolher esta etapa da WSL, Santa Cruz vai continuar "a sua afirmação enquanto destino de ondas".

"Depois de um ano que nos pôs a todos à prova, é com orgulho que voltamos a acolher o circuito mundial de qualificação da Liga Mundial de Surf. Aos 128 atletas em competição, desejo que desfrutem da nossa costa. Que Santa Cruz seja sinónimo de regresso às ondas, à praia e à vida", lançou.

Já Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada, realçou a "enorme alegria" que sente por voltar a acolher a etapa da WSL na Costa da Caparica, depois do cancelamento em 2020 por causa da pandemia de covid-19.

"A Câmara Municipal de Almada, no seguimento da aposta feita em 2019, mantém e reforça a sua intenção de promover o surf competitivo na sua frente marítima, tornando a Costa da Caparica uma referência internacional desta importante modalidade", salientou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório