Meteorologia

  • 07 MARçO 2021
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

"Se passarmos esta tempestade, vai ser difícil segurar o Benfica"

Treinador do Benfica falou aos jornalistas.

"Se passarmos esta tempestade, vai ser difícil segurar o Benfica"

Jorge Jesus esteve, este domingo, em conferência de imprensa para fazer a antevisão ao jogo com o Nacional, agendado para amanhã e referente à 15.ª jornada da I Liga. 

O que se segue a seguir ao surto: "Temos estado a sofrer... Se calhar vamos criar imunidade de grupo mais rápido. Já sofremos tanto... Acho que vamos passar esta tempestade, vamos ficar muito fortes." 

Darwin: "Não tenho trabalhado tantas coisas com ele como eu gostava. Não há tempo para trabalhar os jogadores de forma individual. Jogar de dois ou de três em três dias... Podes fazê-lo na teoria, mas na prática não. O Darwin ainda tem muito a aprender, mas faz parte do crescimento de todos. Só podemos ajudá-lo, mas não temos tido tempo."

Svilar: "Já disse que o Helton e o Ody são dois excelentes guarda-redes. O Svilar temos andado a preparar... Anda a jogar na equipa B, tem muita qualidade e temos a segurança total para amanhã. Não é por causa dele que o jogo amanhã possa correr mal. Amanhã vai demonstrar todo o seu valor." 

Peças basilares de fora: "Claro que se torna difícil. Ontem, por exemplo, qual era a equipa que tinha na cabeça? Era uma. Depois do teste, é outra. Dois jogadores ficam de fora: o Ody e o Everton. Isto é uma incerteza. Podes pensar num onze, mas no outro dia ficas sem um ou dois jogadores. Uma coisa é teres um problema de Covid com um ou dois jogadores, mas outra é teres dez! Nenhum treinador não estava habituado. É impotente. Não tenho força para reverter o quer que seja. É com estes jogadores que eu vou à luta. De resto, não posso fazer nada." 

Esquema de três centrais: "Foi um jogo com uma estratégia diferente. Achámos que podíamos surpreender o Braga. Jogámos com uma linha de quatro que nunca tinha jogado junta. Entendemos que a melhor solução não era deixar dois laterais que nunca tinham jogado com dois centrais que nunca tinham jogado juntos. Essa é uma estratégia que o Benfica vai voltar a utilizar. Depende dos jogadores e dos adversários e do tempo que tivermos."

Balanço: "Não posso fazer uma avaliação a meio da época? Não há vencedores de inverno. Os vencedores só acontecem no final do campeonato."

Pedir adiamento?: "Temos mais um guarda-redes que está em condições. Acreditamos muito no Svilar. Temos andado em jogo com este sofrimento todo, sem estar com desculpas. Tenho de ter onze. Tenho mais do que onze. É com isso que temos de ir para a frente." 

Estratégia para parar Corona: "Depende do sentido da pergunta... Temos estratégias táticas, não de falar. Estratégias de marcação, de ganhar ou tirar espaço." 

Benfica tem sido o mais prejudicado?: "Não é preciso eu achar... Toda a gente percebe que o Benfica teve um surto com o campeonato em andamento. O Benfica é a equipa que mais jogos tem. Eu como treinador nunca me tinha acontecido trabalhar três defesas novas. Nunca me tinha acontecido isto na minha vida. Mas a realidade é esta. Temos de fazer das fraquezas forças. Se o Benfica passar esta tempestade, vai ser difícil segurar o Benfica no futuro. Mas esta tempestade não é só um jogo, mas sim três ou quatro." 

Trabalhar com grupos separados: "É complicado. Mais de metade do plantel não o tens e porque tens de trabalhar alguns dias em grupos separados. As ideias que transportamos para a equipa não são iguais, mas há dias em que temos de trabalhar por setores. É isso que temos feito com os elementos que fomos buscar à equipa B. Cada vez mais estamos a adaptar-nos. Temos a confiança que amanhã teremos uma equipa com condições para poder vencer o Nacional." 

Futebol está a dar a resposta correta: "Se eu tivesse a certeza que o futebol parava e a partir daí, a pandemia fica controlava... Era da opinião que o futebol devia parar já. Mas não é por esse motivo que está a acontecer tantos problemas de Covid. É uma situação nada fácil ter uma opinião a essa pergunta. Se eu tivesse a certeza absoluta que a pandemia parava assim que o futebol parasse, não era ontem, era já hoje. Não é por aí... Temos de ter mais cuidados do que agora." 

10 jogadores infetados: "Temos trabalhar com os jogadores que temos. Acreditamos em todas as qualidades deles. Sabemos que 10 jogadores é muito e incluo também a minha equipa técnica. Estamos confiantes na mesma. Os jogadores têm que dar o melhor por si e pelos colegas que estão em casa. Dentro do possível, que mantenha um ritmo alto e competitivo de forma a responder às dificuldades que o Nacional possa apresentar."

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório