Meteorologia

  • 01 MARçO 2021
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

De Schumacher ao prodígio criado em guerra: Quem mais promete para 2021?

O novo ano traz oportunidades para que novas estrelas brilhem nos maiores palcos mundiais, entre os quais os Jogos Olímpicos que prometem ser o ponto alto de 2021 no plano desportivo.

De Schumacher ao prodígio criado em guerra: Quem mais promete para 2021?

O ano civil de 2020 já terminou, após uma série de 'soluços' provocados pela pandemia do novo coronavírus no mundo do desporto, pelo que chegou a hora de virar atenções para um 2021 que se espera muito mais tranquilo.

Abrem-se, assim, novas oportunidades para que renovadas figuras se assumam nos maiores palcos, entre os quais os Jogos Olímpicos, que, salvo algum (novo) imprevisto, se realizarão em Tóquio, entre junho e agosto.

Aguarda-se, ainda, que estrelas emergentes se cheguem à frente e 'roubem' os holofotes em diversas outras competições, como é o caso da Liga dos Campeões, a NBA, a Formula 1, o MotoGP ou, claro está, o Campeonato da Europa de futebol.

Promessas não faltam por esse mundo fora, mas estas são as 'apostas' do Desporto ao Minuto quanto àquelas que mais se irão destacar no novo ano ao longo das mais variadas modalidades.

Notícias ao Minuto© Getty Images

Nuno Mendes

Começamos desde logo pelo plano futebolístico português, onde o lateral-esquerdo do Sporting promete ser um dos nomes que mais irá dar que falar, não só por cá, como também lá fora, após um ano de 2020 de plena afirmação.

A manter o nível, o jogador de apenas 18 anos continuará a 'bater à porta' de Fernando Santos em busca de um lugar entre os convocados da seleção portuguesa para o Campeonato da Europa de 2021, apesar de muitos defenderem que já merecia ter tido uma oportunidade.

Nuno Mendes apresenta todas as características exigidas a um lateral-esquerdo moderno, e poucas vezes encontradas em alguém tão jovem, o que já chamou a atenção de clubes como Juventus, Manchester United ou Real Madrid.

Notícias ao Minuto© Getty Images

Youssoufa Moukoko

Ainda no que ao desporto-rei diz respeito, não há como fugir ao entusiasmo que se tem vindo a criar em torno de uma autêntica 'pérola', que, aos 16 anos, já está integrada na equipa principal do Borussia Dortmund.

Só esta temporada, já fez história por duas vezes: a primeira ao tornar-se no mais jovem jogador de sempre a atuar na Liga dos Campeões, e a segunda ao tornar-se no mais jovem de sempre a marcar na Bundesliga.

Nascido em Yaoundé, nos Camarões, Youssoufa Moukoko fez percurso pelas camadas jovens da seleção alemã, pelo que, a manter-se a ascensão, não será de descartar uma eventual chamada ao Campeonato da Europa.

Notícias ao Minuto© Getty Images

Mick Schumacher

Passemos agora ao mundo motorizado, com um nome incontornável, que, aconteça o que acontecer, viverá para sempre sob a pressão de, pelo menos, igualar o estatuto do pai, o 'eterno' Michael Schumacher.

Aos 21 anos, Mick Schumacher sagrou-se campeão de Formula 2 e assegurou o 'salto' para a Formula 1, onde irá correr ao serviço da Haas, ao lado de Nikita Mazepin, um rival de 'primaveras' passadas.

O piloto natural de Vufflens-Château, na Suíça, já deixou boas indicações, quer nos treinos livres do Grande Prémio do Bahrain, quer em Abu Dhabi, na prova que deu por encerrada a temporada.

Notícias ao Minuto© Getty Images

Enea Bastianini

Continuamos a grande velocidade, mas, desta feita, apenas a duas rodas, para dar destaque ao homem que se sagrou campeão do mundo de Moto2 após o quinto lugar conquistado no Grande Prémio de Portugal.

Aos 22 anos, o piloto natural de Rimini, em Itália, prepara-se para dar o 'tiro de partida' na caminhada no MotoGP, onde irá correr ao serviço da Esponsorama Racing, ao lado de Luca Marini.

O potencial de Enea Bastianini é amplamente reconhecido no 'universo' do motociclismo, pelo que se aguarda com natural expetativa ver aquilo que será capaz de fazer entre os 'graúdos'... e contra Miguel Oliveira.

Notícias ao Minuto© Getty Images

Alexander Zverev

Dos motores para o ténis, salta à vista a 'meteórica' ascensão do alemão que, aos 23 anos, terminou 2020 no sétimo lugar do ranking ATP, a 'morder os calcanhares' aos pesos pesados, entre os quais Roger Federer, que foi quinto.

Apesar da tenra idade, Alexander Zverev já se impôs na modalidade, de tal maneira que chegou às meias-finais do Open da Austrália e à final do US Open (a primeira num Grande Slam), onde acabou por perder por Dominic Thiem.

Será 2021 o ano em que chegará o tão ambicionado primeiro título de Grand Slam da carreira? Os dados estão lançados, e cabe apenas à promessa do ténis fazer jus ao potencial que lhe é reconhecido.

Notícias ao Minuto© Getty Images

Jannik Sinner

Um nome que, provavelmente, pouco dirá aos amantes do desporto, ainda que posso 'acender algumas luzes' junto daqueles que têm vindo a acompanhar a atualidade do ténis com maior atenção.

Aos 19 anos, o italiano é o tenista mais jovem a constar entre os 50 melhores do mundo (ocupa a 37.ª posição), pelo que a expetativa é de que, dentro em breve, esteja a 'batalhar' por títulos de relevo.

Em Roland Garros, chegou mesmo a fazer a 'vida negra' a Rafael Nadal, o 'rei' da terra batida, que precisou de quase três horas para derrotar a jovem promessa e seguir para as meias-finais. Um caso sério a acompanhar atentamente.

Notícias ao Minuto© Getty Images

LaMelo Ball

Foi um dos nomes mais badalados do último Draft da NBA, tendo acabado por ser a terceira escolha dos Charlotte Hornets, equipa na qual vai começando a dar os seus primeiros passos ao mais alto nível.

O jovem de 19 anos destaca-se, não só pela imponência física (tem 2,03 m e 82 quilos), como, especialmente, pela capacidade técnica, que promete dar que falar no principal escalão do basquetebol norte-americano.

A estreia não lhe correu da melhor maneira, uma vez que não chegou, sequer, a marcar qualquer ponto diante dos Toronto Raptors, mas 'vingou-se' no jogo seguinte, ao contribuir com 18 pontos, dois ressaltos e cinco assistências para o triunfo sobre os Orlando Magic.

Notícias ao Minuto© ITTF

Hend Zaza

Este será, indubitavelmente, um nome sob o qual vários olhares estarão durante os Jogos Olímpicos, uma vez que se trata da mais jovem atleta com lugar garantido em Tóquio, com apenas... 11 anos.

Nascida na Síria, um dos locais mais afetados pela guerra em todo o mundo, Hend Zaza é tida como uma das maiores promessas no que ao ténis de mesa diz respeito, e medirá forças contra os melhores do mundo no Japão.

Nascida na cidade de Hama, a representante síria deu os primeiros passos na modalidade com apenas sete anos. E, com uma história de vida pouco comum, promete ser um exemplo de superação.

Notícias ao Minuto© Getty Images

Sky Brown

Mais um jovem prodígio a acompanhar atentamente nos próximos Jogos Olímpicos. Afinal, trata-se de uma 'menina' de apenas 12 anos, que de 'menina' já pouco tem, uma vez que já conta com uma medalha de bronze nos Mundiais de skate.

Esta promessa sofreu um sério contratempo em 2020, quando caiu aparatosamente de uma altura de quase cinco metros durante um treino e fraturou o crânio, tendo, inclusive, sido transportada para um hospital de helicóptero.

No entanto, tudo não passou de um susto, e Sky Brown garante que já só pensa em triunfar em Tóquio, onde, tal como o próprio nome indica, apenas o céu será o limite para aquilo que será capaz de fazer.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório