Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2021
Tempo
MIN 4º MÁX 14º

Edição

Não foi milagre. Grosjean pode ter ficado vivo por causa de três fatores

O Halo, o fato utilizado por pilotos de F1 e a célula de sobrevivência foram cruciais para Romain Grosjean sair apenas com ferimentos ligeiros deste arrepiante acidente.

Não foi milagre. Grosjean pode ter ficado vivo por causa de três fatores

Romain Grosjean sofreu no passado domingo um dos acidentes mais impressionantes da história da Formula 1. O piloto francês, felizmente, saiu pelo próprio pé do local, que rapidamente virou um inferno devido às chamas do carro, que ficou partido ao meio.

Grosjean ficou apenas com queimaduras ligeiras nas mãos e tornozelos, mas a verdade é que o embate podia ter sido fatal para o piloto da Haas. Contudo, existiram certamente três fatores cruciais para o desfecho feliz desta história.

O halo

Introduzido na F1 em 2018, e em outras provas automobilísticas, o halo tem como principal objetivo proteger a cabeça dos pilotos. Depois da morte de Jules Bianchi, em 2014 no Japão, a FIA decidiu fazer algo concreto para a segurança de todos os pilotos.

E, mesmo que alguns não gostassem, esta proteção no cockpit saiu do desenho para a realidade. O halo é uma estrutura de titânio em forma de quilha, que pesa exatamente sete quilos, mas que pode aguentar até 12 toneladas. Primeiro estranhou-se, mas a verdade é que este elemento de proteção salva vidas. Vejamos o caso do acidente de Grosjean.

Notícias ao Minuto© Reprodução

Sem o halo no seu monolugar, Romain Grosjean provavelmente teria tido um forte impacto com a cabeça no rail onde se deu o acidente. E, além de o ter protegido dessa forma, o halo criou um espaço para que o francês pudesse sair rapidamente do carro sem ficar preso no fogo.

Novo fato

Outro fator que salvou o piloto da Haas foi o fato. Os novos fatos da Nomex, introduzidos na F1 precisamente nesta temporada, suportam 800 graus sem arder durante 10 segundos. Dentro do fato, a temperatura não excede, durante esse tempo, os 40 graus. O que prova que as queimaduras de Grosjean sejam apenas nas mãos e tornozelos.

Célula de sobrevivência

Por fim, a célula de sobrevivência também teve a sua importância neste terrível acidente. Ela foi imprescindível, neste caso, uma vez que protegeu o corpo de Romain Grosjean no impacto. Recorde-se que esta célula foi projetada para aguentar o peso equivalente a um autocarro de dois andares e evitar que qualquer coisa perfure as suas zonas laterais.

A célula de sobrevivência é formada por várias camadas de fibra de carbono e uma de alumínio, podendo aguentar choques até 25 toneladas.

Notícias ao MinutoO estado em que ficou a célula de sobrevivência de Grosjean© Reprodução

Leia Também: Grosjean escapou à morte: Assim ficou o carro do piloto de F1 no Bahrain

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório