Meteorologia

  • 01 MARçO 2021
Tempo
19º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

"É injusto da minha parte não dedicar esta vitória ao senhor Reinaldo"

Treinador do FC Porto satisfeito pela vitória, mas triste pela morte de Reinaldo Teles

"É injusto da minha parte não dedicar esta vitória ao senhor Reinaldo"

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, em declarações à flash interview da ELEVEN, logo após a vitória diante do Marseille (2-0), em jogo da 4.ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. 

Apuramento quase garantido: É sempre importante para um clube como o nosso estar presente nesta competição, que é a melhor competição de clubes do mundo. Sabemos da história do clube e temos feito um bom trabalho. Mas, na Liga dos Campeões, todos os pontos são muito difíceis de conquistar. Temos que trabalhar nos próximos jogos para conseguir esse ponto.

Análise: Estávamos a jogar da mesma forma que jogámos em casa, trocámos apenas uma peça por impedimento do Uribe. O trabalho dos nossos avançados foi muito bom, mas a linha defensiva do Marseille estava muito baixa, e, quando ligavam fora, encontravam solução dentro. A partir do momento em que vi que estava difícil de contrariar esse primeiro momento, meti o Otávioa trás do Marega e os alas mais altos. Fez toda a diferença. Começámos a pegar no jogo, fizemos o golo e sentimo-nos mais confortáveis. Na segunda parte, foi uma exibição mais consistente da minha equipa. Chegámos ao 2-0 em inferioridade numérica, o que deu muita tranquilidade. Por tudo aquilo que foi o jogo, penso que foi uma vitória justíssima da nossa parte.

Boa exibição de Zaidu: Está a mostrar aquilo que eu queria. Trabalhamos com todos os jogadores que chegam ao clube, não só na exigência, como também no trabalho específico que têm que fazer. O Zaidu tem feito esse trabalho. Sabíamos das qualidades que tem como lateral. É uma evolução constante que vai ter que ter. Essa consistência vai ser muito importante, num clube grande, que joga a Liga dos Campeões, tem que se andar sempre acima da linha média.

Morte de Reinaldo Teles: É difícil. É injusto da minha parte não dedicar esta vitória ao senhor Reinaldo, ao nosso chefinho. Foi uma pessoa que me viu chegar com 16 anos ao clube. Todos nós gostávamos dele. Penso que ele era amado por toda a gente, não só no FC Porto, porque era uma pessoa que respeitava muito quem andava no mundo do futebol. Um abraço à família. Sentimos uma profunda dor e, neste momento, nenhuma palavra pode expressar a dor que vai na alma de quem gosta verdadeiramente do senhor Reinaldo. A família portista dedica-lhe esta vitória.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório