Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2020
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Leclerc: "É triste manipularem as minhas palavras. Não sou racista"

Piloto da Ferrari quis esclarecer o facto de não se ajoelhar perante o movimento 'Black Lives Matter'.

Leclerc: "É triste manipularem as minhas palavras. Não sou racista"

No início de todas as corridas de Formula 1 deste ano, os pilotos antes de cada prova têm-se unido em torno da luta contra o racismo. Alguns ajoelham-se, outros não, mas todos estão juntos na luta contra a descriminação e racismo.

Porém, o facto de alguns não colocarem o joelho no chão, como faz por exemplo Lewis Hamilton, foi motivo para surgirem algumas críticas. Charles Leclerc é um dos pilotos que não se tem ajoelhado, mas o jovem da Ferrari quis deixar tudo bem claro para que não existam más interpretações.

"É muito triste ver como manipulam as minhas palavras de forma a que pareça que eu sou racista. Eu não sou racista e odeio totalmente esse tipo de comportamento. Racismo é nojento", começou por escrever na rede social Twitter.

"Parem de me colocar no mesmo grupo que essas pessoas nojentas que discriminam os outros por causa do seu tom de pele, religião ou género. Eu não faço parte delas nem nunca farei. Sempre respeitei todos e penso que esse deveria ser o padrão do mundo de hoje. Para quem está a usar a minha imagem para promover ideias erradas, por favor, parem. Eu não tenho interesse na política e não quero estar envolvido nisso", acrescentou ainda o piloto da Ferrari.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório