Meteorologia

  • 12 AGOSTO 2020
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Clássico da desvalorização. Perdeu-se mais de 120 milhões em meio ano

Embate entre FC Porto e Sporting, desta quarta-feira, não irá contar com algumas das principais figuras do duelo da primeira volta do campeonato.

Clássico da desvalorização. Perdeu-se mais de 120 milhões em meio ano
Notícias ao Minuto

08:05 - 14/07/20 por Notícias Ao Minuto 

Desporto FC Porto - Sporting

O FC Porto recebe o Sporting esta quarta-feira, para a 32.ª jornada da I Liga, numa partida que, além de colocar frente a frente dois grandes rivais do futebol português, se poderá revelar decisiva para as contas do título. Não faltarão, por isso, motivos para se assistir a mais um Clássico repleto de emoções, mesmo tendo em conta que os 'milhões à solta' dentro da das quatro linhas serão bem mais reduzidos, comparativamente com o jogo da primeira volta do campeonato.

Uma fortuna de fora do Clássico

Em Alvalade, em janeiro, os dragões levaram de vencida a formação verde e branca, por 2-1, numa altura em que ocupavam ainda a segunda posição da tabela classificativa - os leões por seu lado, estavam no quarto posto. Desde então, ambas as equipas subiram uma posição na classificação; no Dragão, contudo, irão apresentar forçosamente onzes com um valor de mercado significativamente inferior àqueles que foram a jogo em Lisboa.

Saída de Bruno Fernandes desvaloriza (e muito) o leão

Se não, vejamos: na capital, Jorge Silas, então técnico verde e branco, utilizou como titulares Luiz Phellype (avaliado em 6,5 milhões de euros pelo portal especializado Transfermarkt), Luciano Vietto (6 milhões de euros), Yannick Bolasie (4,8 milhões de euros), Marcos Acuña (12 milhões de euros), Jérémy Mathieu (1,5 milhões de euros) e, o caso mais gritante desta lista, Bruno Fernandes - o atual médio do Manchester United tinha um valor de mercado de 60 milhões de euros aquando do último clássico entre Sporting e FC Porto. 

Fazendo as contas, são mais de 90 milhões de euros que estiveram sob o relvado de Alvalade, em janeiro, e que não estarão no do Dragão, na próxima quarta-feira - as prováveis entradas de Andraz Sporar (3,2 milhões de euros), Jovane Cabral (4,5 milhões de euros) ou Gonzalo Plata (900 mil euros) no onze de Rúben Amorim de pouco servirão para atenuar estes números, sendo que a jogadores como Eduardo Quaresma, Matheus Nunes e Nuno Mendes ainda não foi atribuído um valor de mercado

De salientar que, se o antigo capitão leonino foi vendido aos red devils, Luiz Phellype e Vietto estão lesionados - o argentino ainda pode ser opção, caso recupere a tempo do Clássico -, Acuña está castigado e tanto Bolasie como Mathieu já não fazem parte do plantel.

Descida menos acentuada nos azuis e brancos

Do lado azul e branco, estima-se que a desvalorização do onze escalado por Sérgio Conceição seja bem menor. Jesús Corona (avaliado em 20 milhões de euros) e Matheus Uribe (8 milhões de euros) estão castigados e não irão a jogo no Dragão, ao passo que Iván Marcano (2,4 milhões de euros) encontra-se lesionadoShoya Nakajima (16 milhões de euros) tardou em reintegrar-se nos trabalhos da equipa, pelo que não deverá ser opção.

No total, o FC Porto perde sensivelmente 46 milhões de euros comparativamente ao duelo da primeira volta, fazendo entrar no onze, presumivelmente, outros 11 milhões, sob a forma das entradas de Luis Díaz (9 milhões de euros), Chancel Mbemba (3,2 milhões de euros) ou Wilson Manafá (3,2 milhões de euros).

FC Porto e Sporting, vale lembrar, têm encontro marcado para as 21h30 de quarta-feira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório