Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

"Lembro-me de ir ao banco e ter 265 euros na conta até final do mês"

Thierry Neuville recordou as dificuldades que teve de ultrapassar até singrar no automobilismo.

"Lembro-me de ir ao banco e ter 265 euros na conta até final do mês"

Hoje brilha nas mais duras provas de rali do mundo. Mas nem tudo foi fácil para Thierry Neuville, um dos principais nomes do WRC. O piloto belga recordou, em entrevista ao WRC Live, algumas dificuldades que passou na sua juventude para poder seguir o sonho do automobilismo.

“Coloquei todo o meu dinheiro em automóveis, continuei a acreditar no meu talento e no meu 'feeling' e acabei por provar aos meus pais que todo o meu empenho e energia estava a dar frutos", começou por dizer Neuville.

Os pais acabaram por apoiar o filho no sonho que tinha, mas o principal ‘empurrão’ veio do pai de uma namorada que teve aquando jovem.

“Tinha uma empresa e começou patrocinar-me. Foram tempos difíceis, lembro-me de ir ao banco e ter 265 euros na conta e era tudo o que restava até ao final do mês. Estava a trabalhar, a ganhar 2.000 euros por no Luxemburgo, e o salário era bom, mas mesmo assim foi um período duro", lembrou.

“Tinha o 'feeling', mas havia alturas em que nada resultava como deveria, mas depois os resultados apareceram, veio uma chamada telefónica e descolei outra vez”, disse ainda o piloto da Hyundai.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório