Meteorologia

  • 06 ABRIL 2020
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Presidente do Vitória ataca Marega: "Foi um comportamento de incendiário"

Miguel Pinto Lisboa recorda o comportamento do jogador enquanto jogador vimaranense.

Presidente do Vitória ataca Marega: "Foi um comportamento de incendiário"
Notícias ao Minuto

20:42 - 16/02/20 por Notícias Ao Minuto 

Desporto Miguel Pinto Lisboa

Vitória SC e FC Porto defrontaram-se, neste domingo, num duelo relativo à 21.ª jornada da Liga portuguesa.

Um encontro que ficou pautado pelo que ocorreu, aos 69 minutos de jogo, no estádio D. Afonso Henriques.

O internacional maliano Marega decidiu abandonar o terreno de jogo por culpa dos cânticos racistas, provenientes das bancadas.

O presidente do Vitória SC, Miguel Pinto Lisboa, também reagiu ao sucedido, sublinhando que: "Promovemos a igualdade de género e raça. Não nos revemos em comportamentos deste género, se algum dos adeptos teve esse comportamento vamos tomar as medidas correspondentes". Todavia, o líder dos vimaranenses também deixou um reparo a Marega: "Houve comportamentos provocatórios e incendiários por parte um atleta".

"Não me apercebi de insultos racistas, apercebi-me de atitude provocatória de um atleta. Vamos apurar se houve esses comportamentos. Se houve vamos atuar. O caso não é inédito. O atleta já foi jogador do Vitória e também já quis abandonar uma partida e não teve nada a ver com questões de racismo. Tem a ver com o seu perfil", avaliou assim Miguel Pinto Lisboa a sucessão de acontecimentos no decorrer do Vitória SC-FC Porto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório