Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2020
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 15º

Edição

Silas: A gestão com o LASK, os 'meninos a subir' e um Santa Clara melhor

Acompanhe, a partir das 13h, a conferência de imprensa do treinador do Sporting.

Silas: A gestão com o LASK, os 'meninos a subir' e um Santa Clara melhor

Jorge Silas, treinador do Sporting, fez este domingo a antevisão da partida do emblema leonino, amanhã, frente ao Santa Clara.

Garantindo uma equipa na máxima força, o técnico fez uma espécie de balanço do seu consolado, lembrando que os verde e brancos têm melhorado o seu rendimento de forma progressiva.

Abordando também a aposta na formação, Silas deu a entender que a equipa irá, progressivamente, fazer novas apostas e consolidar aquelas que já têm tido minutos.

Confira o essencial da conferência de imprensa.

Gestão da equipa - DoumbiaA nível físico Doumbia tem um toque, mas que consegue gerir. Se tivesse feito os sete jogos seguidos em 21 dias, 7000 km em três jogos fora, não sei se conseguiria. O Wendel está melhor... A nível físico não será desculpa para não ganharmos nos Açores. Para os LASK não estavamos na máxima força, mas agora estamos. Jovane e Neto são os únicos impedidos. Battaglia está connosco e vai ser convocado. 

Santa Clara sem vencer há seis jogos - alerta para o Sporting: Acho que não olhamos muito aos resultados para ver a evolução de uma equipa. Às vezes os resultados são enganadores. Não podemos só olhar para os resultados. Olho para o Santa Clara e o que encontrei no início da temporada e agora encontro menos debilidades. Estão mais fortes, independemente dos resultados. Com o Moreirense fizemos 28 remates e só fizemos um golo. O jogo foi bom e não conseguimos fazer golos. Quando prepara um jogo não olho tanto para resultados. As estatísticas e o que eu vi dizem que o Santa Clara está mais forte.

Jovens mais prontos para subir: Gostava de fazer um reparo porque já ouvi dizer que o Rodrigo [Fernandes] tinha saído aos 30 minutos com o Belenenses. Não é verdade. O Rodrigo saiu ao intervalo porque tinha amarelo. Saiu agora porque tínhamos de pôr um guarda-redes. Foi só por isso que saiu. O Rodrigo vai continuar a ser uma aposta consistente de forma progressiva. O Pedro Mendes, que já era aposta, o Max, o próprio Camacho e muito provavelmente, rapidamente, o Matheus Nunes. Acho que neste momento são estes, mas há mais um ou outro que não quero tocar no nome deles porque quero que estejam concentrados nos juniores e sub-23. Estes são os que achamos que estão mais perto. 

O maior obstáculo que enfrentou até agora: Encontrámos algumas dificuldades... Quando chegámos o Sporting estava numa posição que não é normal. Os jogadores estavam um pouco em baixo. Foram ganhando jogos e agora não sentimos isso. Havia alturas nos jogos em que se não marcassemos essa ansiedade voltava ao de cima. Agora sinto muito menos isso. Acho que acreditam muito mais neles próprios.

Maximiano é sucessor de Patrício: Acho que o Max tem muito potencial, mas o Renan também tem. Não consigo dizer quem será o substituto do Patrício, até porque foi uma figura maior do Sporting como foi o Damas. O Max tem muito que trabalhar e aprender. Tem muitas experiências para viver e muitos erros para cometer.

Virtudes do Santa Clara: A equipa mudou para melhor. O Santa Clara está mais equipa do que na altura em que eu os defrontei. Eles conhecem-nos muito bem e acho que não temos grande vantagem. Preferia tê-los apanhado antes, agora estão mais equipa. Não teremos grande vantagem por eu já os ter defrontado

Neto - regresso: Penso que só para aí para janeiro, final de janeiro e início de fevereiro. Espero que seja rápida a sua recuperação porque o nosso plantel não é extenso e ele é um jogador importante. Não consigo fazer uma previsão para que o Neto possa estar a 100%.

Sporting ainda pode ser campeão?: Acredito que todas as equipas vão perder pontos. O nosso objetivo, agora, é tentar passar para terceiro. Não dependemos só de nós para chegar aos outros lugares. Acredito que Benfica e FC Porto vão perder pontos e que nos poderemos aproximar. Quando estivermos em terceiro lugar o objetivo é o segundo e depois o primeiro. Na Taça da Liga dependemos do Rio Ave, mas temos de ganhar o nosso jogo. Se formos à final four poderemos vencer. Liga Europa é jogo a jogo. Mas qualquer equipa que está nesta fase tem aspirações. Não há nenhuma que diga que vai vencer. Há duas equipas que acho muito fortes, que são o Ajax e o Inter e depois as outras são equipas fortes, mas não acho que sejam equipas que eu possa dizer já que possam vencer. 

Dificuldades frente ao Santa Clara: O Santa Clara é bom exemplo de estabilidade para uma equipa técnica. Têm duas pré-épocas e mais do que um ano de trabalho. Neste momento está a ver-se um trabalho consistência, baseado num plantel que não mexeu muito. É uma equipa muito forte, sobretudo em casa. Tem criado muitas dificuldades aos grandes e vão criar-nos muitas dificuldades. Tem processos definidos e consistentes. Até gostaria de dar os parabéns a toda a estrutura do Santa Clara porque a estabilidade dá resultado. Sei das dificuldades que têm até para jogos particulares. São uma boa equipa.

Derrota com o LASK não mancha temporada: A prioridade era passar o grupo e já estava garantido. Não me venham com a história que esse não era o objetivo principal. Se pudessemos ficar em primeiro, tanto melhor. Tinhamos muitas lesões e risco de lesão. Percebo as críticas dos sportinguistas, mas também percebo que ninguém quereria perder jogadores para os próximos jogos. Ia abdicar da Taça da Liga e dos outros jogos? Não há ninguém que consiga garantir-me que os outros vão vencer os seus jogos todos. Olhando aos dois potes da Liga Europa, todas as equipas são muito similares. O segundo pote tem equipas muito fortes também. As equipas do primeiro pote, muitas delas, vão cair também. O nosso foco foi chegar aos próximos jogos na nossa máxima força. Serão todos jogos muito importantes para nós. Hipotecar a época seria perder dois ou três jogadores que são muito importantes para nós. 

Santa Clara e terceiro lugar: A abordagem é exatamente a mesma, tendo feito gestão ou não. O nosso objetivo é ir aos Açores e ganhar. Agora, quando chegámos ao Sporting, tínhamos oito equipas à nossa frente, agora temos três. Temos a possibilidade de passarmos para o terceiro. Se conseguirmos ganhar, espero que sim, temos de continuar a olhar para os de cima. A nossa temporada não está acabada. Em sete jornadas passámos do nono para o quarto lugar... quem acha que faltando 63 pontos que já está tudo decidido em termos de Liga, se calhar anda distraído.

Antevisão: Depois da pesada derrota sofrida na Áustria diante do LASK Linz, por 0-3, na partida que encerrou a fase de grupos da Liga Europa, o Sporting regressa, esta segunda-feira, ao campeonato nacional, onde terá pela frente o Santa Clara.

Antes disso, este domingo, Jorge Silas irá passar pela sala de imprensa da Academia de Alcochete, onde irá antecer o duelo da 14.ª jornada da I Liga.

Fique com o Desporto ao Minuto e acompanhe, a partir das 13h, a conferência de imprensa do treinador do emblema leonino.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório