Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Testámos o novo BMW Série 1 e existem 8 novidades que talvez não saiba

A grande novidade desta terceira geração é a implementação da tração dianteira. O que muda com esta alteração? É o que iremos responder no texto abaixo.

A BMW anunciou há muito que a terceira geração do Série 1 iria trazer uma das novidades mais controversas de todas: o adeus à tração traseira. O novo Série 1 tem agora tração nas suas rodas dianteiras e, por isso, há muitas novidades que lhe são inerentes.

O que muda, afinal?

O Desporto ao Minuto fez-se à estrada com um dos dois modelos disponíveis da gama a gasolina: o 118i e a verdade é que a BMW não deixou nada ao acaso. Os mais afincados amantes da condução não gostaram da ideia de a tração traseira deixar de existir no Série 1, mas o melhor é mesmo sentarem-se atrás do volante e experimentar as novas sensações deste modelo.

A marca da Baviera colocou uma suspensão traseira multi-link para todos os modelos e o controlo de tração foi melhorado. Segundo a BMW, o novo Série 1 traz-nos uma distribuição do torque 10 vezes mais rápida. Em termos de condução, não há grandes defeitos a apontar ao 118i testado. Acredite, porque quem o diz é um jornalista que diariamente conduz o seu BMW 118d de 2009 – com tração traseira, logicamente. 

É claro que existem diferenças, mas ele é dinâmico, seguro, com uma direção precisa e pensado para ser um verdadeiro hatchback. Mesmo em estradas mais sinuosas, raramente se fica em busca de tração e a sensação de segurança é plena.

Não se pode dizer que se perde ‘feeling’ de condução, apenas se transforma. E a verdade é que com a implementação da tração dianteira, ganham-se outras coisas. Coisas que a BMW quis deixar de perder para a concorrência, como por exemplo para o Mercedes-Benz Classe A.

Existe agora mais espaço não só na parte traseira, como em todo o interior do Série 1. Tem menos comprimento (5mm), mas o espaço dos ocupantes aumenta exponencialmente, particularmente o espaço para a cabeça, ombros e joelhos.

Notícias ao MinutoInterior do novo Série 1 visto à noite© Notícias ao Minuto

A bagageira também se tornou maior e ganhou 20 litros em relação ao anterior modelo. O Série 1 tem agora 380 litros de bagageira e existe um novo extra que pode optar por incluir no seu veículo. Pela primeira vez a mala pode ser aberta eletronicamente. Sabe quando vem das compras e precisa de pousar os sacos para abrir a mala? Agora não precisa de os colocar no chão. Basta passar o pé debaixo da parte traseira do seu Série 1.

E mais novidades?

Como pode ver nas imagens acima, este modelo é composto por cinco portas. O que talvez não saiba é que não se trata apenas deste 118i. Tratam-se de todos porque a BMW deixou de fabricar o Série 1 de três portas.

Em termos estéticos, o interior foi todo renovado e agora pode incluir um ecrã de infoentretenimento de 10,25 polegadas, totalmente touch. O material é de boa qualidade e transmite a sensação de que quando entramos num Série 1, entramos num automóvel cada vez mais ‘premium’.

As mudanças não foram apenas no interior e no exterior também vemos novidades ao nível da linha estética, mas aquela que salta mais à vista é mesmo a grelha dianteira. As dimensões do duplo rim cresceram e de que maneira.

Notícias ao MinutoDuplo rim cresce exponencialmente© Notícias ao Minuto

Como já referimos a BMW não deixou nada ao acaso e não falávamos apenas da condução. A segurança dos ocupantes é uma preocupação constante da marca alemã e, por isso, o 118i – tal como todas as restantes propostas – traz de série o alerta de colisão e de peões. Tal como o alerta de faixa de rodagem, que funciona entre os 70 km/h e os 120 km/h.

Velocidades e consumos

O 118i traz consigo um bloco de 1.5 litros capaz de debitar 140 cv de potência e 262 Nm de binário. Isto permite-nos ir dos 0 aos 100 km/h em apenas 8,5 segundos. A velocidade máxima atingida pelo 118i é de 212 km/h.

Quanto aos consumos, a BMW anuncia que é possível chegar a uma média de 5,3 litros aos 100km. Uma média que, sinceramente, nos pareceu complicada de atingir. Durante os três dias em que estivemos com o 118i e depois de 200 km realizados, a melhor média – sem ter tido grandes preocupações em termos de poupança – foi de 6,8 l/100.

Acreditamos que este número pode descer, mas mesmo conduzindo inteiramente no modo Eco – um dos modos de condução disponíveis, além do Confort e do Sport – não nos pareceu razoável atingir os 5,3l/100 de média. Será possível, isso sim, entrar na casa dos 5,8. (Isto sendo otimista e dono de um pé leve).

Preços

Tudo o que se torna mais ‘premium’, torna-se também mais pesado no preço. É por isso que o valor base deste 118i é de 32.400€. Note-se, que este valor é para o modelo completamente livre de extras.

Falando no modelo testado, que contém extras como a ‘Versão Line Luxury’ (2.560,98€) e a pintura ‘azul mediterranean metalizada’ (593,50€), entre outros, o preço final já com todos os impostos associados é de 41.409,99€.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório