Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

"O mais importante foi termos conseguido evitar a falência do Sporting"

Frederico Varandas falou aos sócios no início da Assembleia Geral do clube.

"O mais importante foi termos conseguido evitar a falência do Sporting"

No discurso inaugural da Assembleia Geral do Sporting, que teve lugar esta quinta-feira, no Pavilhão João Rocha, Frederico Varandas aproveitou para enaltecer os esforços realizados pela sua direção desde o momento em que esta tomou posse. No entender do presidente leonino, o trabalho realizado nestes últimos 13 meses foi fundamental para "evitar a falência" do clube.

"Nestes 13 meses, independentemente das coisas positivas que foram feitas, independentemente dos títulos conquistados nas várias modalidades, independentemente dos erros, que também cometemos, o mais importante foi termos conseguido, neste exercício de 2018/19, voltar a credibilizar a instituição e evitar a falência do Sporting", atirou Varandas.

"Mas não conseguimos isto sozinhos. O feito é, sobretudo, da nossa massa associativa, dos que disseram e dizem sempre presente, pois nós somos apenas aqueles que, num dado momento da nossa história, representamos o Sporting Clube de Portugal. São sempre os sócios que definem o caminho a seguir. Nós, como outros antes de nós, como outros que virão depois de nós, estamos aqui apenas a fazer o melhor que podemos e que sabemos pelo Sporting", acrescentou.

Depois, Varandas deixou uma garantia: "Temos um único objetivo: entregar o clube em condições melhores, em condições bem melhores do que aquelas em que o recebemos. Este é o nosso objectivo e vamos cumpri-lo".

O líder verde e branco pronunciou-se ainda sobre o "trabalho de fundo, de reestruturação, de reformas, de base" que tem sido levado a cabo pela direção por si encabeçada.

"Um trabalho muitas vezes invisível hoje, mas que vai dar frutos daqui a 2, 5 ou 10 anos, e que é necessário para quem acredita verdadeiramente na máxima 'Sporting sempre!'. Num clube como o Sporting Clube de Portugal é preciso, com rigor, com lucidez, com racionalidade, cuidar do futuro, porque o clube não é, nunca é, de quem o dirige, mas sim dos sócios", defendeu.

"Se o Sporting Clube de Portugal é dos sócios, e é mesmo dos sócios, os sócios têm também o dever de garantir e defender essa mesma sustentabilidade, têm também o dever de procurar a estabilidade e de defender a estabilidade. E não é com lugares-comuns e com frases feitas que as coisas se preservam. Não é a dizer ou a falar, mas a fazer. Não é com demagogias e ilusões, mas com trabalho, trabalho sério, trabalho honesto, trabalho diário, trabalho de fundo", afirmou Varandas, antes de sentenciar:

"Hoje, perante os sócios, perante quem prestamos contas, apresentamos essas mesmas contas em linha com o orçamento aprovado pelos sócios. E o que podemos verificar? Verificamos que, apesar de tudo, apresentámos um lucro acima do esperado. Por isso, em linha com o que os sócios aprovaram no orçamento, apresentamos as contas para que possam ser, em coerência, também aprovadas pelos sócios. Viva o Sporting!".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório