Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

O que une, afinal, Bruno Lage, Sérgio Conceição e Marcel Keizer?

Três treinadores muito diferentes, mas três chegadas… algo semelhantes.

O que une, afinal, Bruno Lage, Sérgio Conceição e Marcel Keizer?

Finalizada a época, foi Bruno Lage o último a sorrir. O Benfica sagrou-se campeão nacional, conquistou o seu 37.º título após recuperar sete pontos de desvantagem em relação ao FC Porto, e apresentou um futebol ofensivo onde os números falam por si.

Sérgio Conceição conquistou, no início da época, a Supertaça, Keizer levou o Sporting à conquista da Taça da Liga e está ainda por descobrir o vencedor da Taça de Portugal. Uma época em cheio, com duas danças de cadeiras em dois grandes.

Mas será que três treinadores tão diferentes, com posturas distintas, podem ter algo em comum? A resposta é sim. Desde que chegaram aos seus respetivos clubes, Bruno Lage, Sérgio Conceição e Marcel Keizer percorreram caminhos diferentes, mas a chegada dos três coincide num aspeto: Os técnicos de Benfica, FC Porto e Sporting pegaram em equipas num mau momento e que necessitavam urgentemente de uma mudança de paradigma.

O que os une

Como já referimos em cima, aquando da chegada dos três treinadores, Benfica, FC Porto e Sporting precisavam de mudanças o mais rápido possível. A necessidade de um melhor futebol, a vontade de voltar aos títulos e a ânsia de ser campeão nacional obrigou os ‘grandes’ a mudar e os homens escolhidos foram Lage, Conceição e Marcel Keizer.

Um facto também ele interessante é aquilo com que os três treinadores tiveram de trabalhar. Reforços? A pouco ou nada tiveram direito.

Lage contou apenas com quatro jovens que subiram da equipa B – Zlobin, Ferro, Florentino e Jota. Já Conceição, no seu primeiro ano, recuperou vários jogadores que chegaram de empréstimos, tal como Sérgio Oliveira, Ricardo Pereira ou Marega. O seu único reforço foi mesmo Óliver Torres. Por fim, Keizer até teve direito a vários reforços no mercado de inverno, mas nenhum se veio a revelar fundamental. O mais caro contratado na era do holandês foi Idrissa Doumbia (3,8 milhões de euros).

O que encontraram?

No caso do clube da Luz, Rui Vitória deixou a equipa a sete pontos do 1.º lugar e fora da Liga dos Campeões. O Benfica parecia uma equipa apática em campo, com pouca personalidade e que não conseguia atingir os resultados desejados.

Bruno Lage chegou no dia 3 de janeiro, os resultados começaram a aparecer de outra forma e o estilo de jogo tornou-se mais ofensivo.

Para falar de Sérgio Conceição temos de recuar até à época transata. O técnico do FC Porto chegou em junho e propôs-se a acabar com um jejum de quatro anos. Os dragões não estavam a conseguir travar a hegemonia encarnada até aqui, mas 2017/18 foi um ano de viragem para o clube da Invicta. Sérgio Conceição fez o que Paulo Fonseca, Julen Lopetegui e Nuno Espírito Santo não conseguiram fazer.

Quanto a Marcel Keizer, o holandês precisava de voltar a fazer do leão um adversário temível. Apesar de ter aterrado em Alvalade em novembro, numa altura em que o Sporting estava no 2.º lugar do campeonato, os verde e brancos não convenciam os seus adeptos com a sua forma de jogar e rapidamente se perdeu a paciência com José Peseiro. Não se exigia o título a Keizer, mas a verdade é que a maioria pretendia um futebol diferente e, se possível, com direito a títulos.

Como deram a volta?

Bruno Lage sabia que a qualidade estava em casa. Era preciso devolver a moral aos jogadores e deu vida à máxima que perdurou até aqui: “Todos contam”. O técnico dos encarnados provou que todos os jogadores tinham o seu papel na equipa e nunca riscou ninguém – até Taarabt teve direito a oportunidade e estreou-se com a camisola das águias.

O futebol apresentado mostrava outra fluência e, ofensivamente, o Benfica tornou-se uma máquina de fazer golos. Para se ter uma ideia, foram 72 golos marcados no campeonato na era de Bruno Lage, tantos como aqueles que o Sporting marcou… em toda a Liga.

Um trajeto quase imaculado no campeonato, apenas com um deslize – empate frente ao Belenenses SAD. Foram 18 vitórias num total de 19 encontros realizados na Liga. Na Liga Europa, o Benfica ficou-se pelos quartos-de-final e na Taça de Portugal caiu diante do Sporting nas meias-finais da prova.

Sérgio Conceição também não teve um trabalho fácil no Dragão. Quatro anos sem títulos faziam pairar uma nuvem negra na Invicta. Nuvem essa que o novo treinador dos dragões conseguiu fazer desaparecer em 2017/18. Conceição trouxe consigo a garra e a mística azul e branca, o que se revelou fundamental no final do campeonato. A roda no fim do jogos, a união demonstrada entre o plantel… tudo contou.

Além disso, o treinador do FC Porto pegou também em vários jogadores desacreditados – exemplos disso são Marega, Sérgio Oliveira e Ricardo Pereira - e tornou-os essenciais na luta pelo título. Foram 28 vitórias no campeonato para a turma de Conceição em 2017/18.

Por fim, Marcel Keizer. O holandês foi oficializado no dia 8 de novembro de 2018 e tinha uma missão: Voltar a tornar o Sporting numa equipa ameaçadora. Conseguiu um terceiro lugar no campeonato – 23 vitórias, sete empates e três derrotas em 36 jogos -, mas fez os leões conquistarem o primeiro troféu da temporada. À Taça da Liga, Keizer pode juntar a Taça de Portugal, já este sábado, e tornar a época do Sporting bastante positiva, apesar do título de campeão nacional ainda ter ficado longe.

A par de resultados, o holandês quis fazer com a sua equipa jogasse um futebol atrativo, ofensivo e ao mesmo tempo equilibrado, o que foi desde logo um contributo para a rápida aceitação dos adeptos de Alvalade. O Sporting terminou a temporada com 83 golos marcados.

O caminho destes três treinadores vai continuar a ser percorrido e é quase certa a continuidade de Lage e Keizer nos respetivos comandos técnicos. Já sobre Sérgio Conceição, as dúvidas aumentam nesse sentido. Será que iremos continuar a ver este duelo a três em 2019/20?

Registe-se na Betano e aproveite o Bónus de 50% até 50€ no primeiro depósito! Jogue no Casino e ganhe Rodadas Grátis!

 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório