Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
28º
MIN 21º MÁX 33º

Edição

"Continuidade? Se pensar mais à frente, provavelmente perco a cabeça"

Médio português está cedido pelo Barcelona ao Everton, não sabendo ainda se irá continuar em terras de sua majestade na próxima temporada.

"Continuidade? Se pensar mais à frente, provavelmente perco a cabeça"

André Gomes, jogador que veste esta temporada as cores do Everton de Marco Silva, cedido pelo Barcelona, em entrevista ao site Liverpool Echo, voltou a falar de uma dura entrevista em que assumiu as suas dificuldades no clube catalão.

Lembrando que naquela altura foi, talvez, sincero demais, o internacional português falou sobre esse episódio, dizendo agora apenas centrado em tentar desfrutar do futebol. 

Questionado sobre o seu futuro, o centrocampista formado no Benfica assumiu que não gosta de pensar no tema, dizendo mesmo que pode ser um fator de desestabilização.

"Obviamente não tencionava dizer tudo o que disse. Naquele momento estava numa luta interior e tudo me saiu naturalmente. Acredito que há muitos jogadores que se sentem assim e às vezes sentem que podem render mais e não conseguem e não têm uma explicação. Era o que se passava comigo. Estava em dificuldades e não conseguia encontrar maneira de desfrutar do jogo, dos adeptos", começou por referir.

"Continuei a andar para a frente, a trabalhar duro e tentei desfrutar do jogo e ser feliz. Foi o que tentei fazer até ao final da temporada e durante esta época. Marco Silva e o Everton? Falei com ele algumas vezes e ele explicou-me o que o clube queria e como a equipa estava. Claro que tinha outros clubes interessados, mas foi mais fácil decidir depois de falar com o Marco", asseverou.

"Continuidade? Para ser sincero, não penso muito nisso. Uma das coisas que o futebol me ensinou foi a gerir as situações e a desfrutar dia a dia. Se tentar pensar mais à frente, provavelmente perco a cabeça de alguma forma, por isso estou a tentar terminar a época da melhor forma possível, dar o meu melhor em cada treino, em cada jogo. No final, veremos", finalizou sobre o tema.

"Às vezes, não paramos e não entendemos que o mais importante é ser feliz e desfrutar. Quando vencemos um título ou jogos importantes, não desfrutamos desses momentos. No meu tempo no Barcelona, houve coisas boas e coisas muito más, por isso, para mim este ano foi muito bom para perceber que é preciso desfrutar, porque adoramos futebol, é o nosso trabalho, mas temos que o desfrutar mais", terminou o atleta de 25 anos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório