Meteorologia

  • 20 ABRIL 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 15º

Edição

"Jogaram cá o Eto'o, o Nasri, o Ménez... quem era eu para dizer que não?"

Avançado angolano despediu-se do Belenenses para rumar à Turquia onde vai representar o Antalyaspor. Na sua primeira entrevista como jogador do emblema turco, em exclusivo ao Desporto ao Minuto, o avançado prometeu um regresso ao clube do coração.

"Jogaram cá o Eto'o, o Nasri, o Ménez... quem era eu para dizer que não?"
Notícias ao Minuto

08:10 - 01/02/19 por Fábio Aguiar 

Desporto Fredy

Alfredo Kulembe Ribeiro, mais conhecido no mundo do futebol como Fredy, assinou nos últimos dias a sua transferência do Belenenses para o Antalyaspor. 

Após meia temporada onde já se encaminhava para o seu melhor registo da carreira, somando 8 golos em 20 jogos, o avançado angolano trocou o "clube do coração", por um projeto que diz ser o "casamento perfeito" para a sua ambição pessoal.

Com o regresso a 'casa' já no horizonte, nas suas primeiras declarações como jogador do emblema turco, em exclusivo ao Desporto ao Minuto, o avançado mostrou estar determinado em mostrar todo o seu talento além fronteiras. 

Quais são as expetativas para esta nova etapa na sua carreira desportiva?

Quero dar continuidade ao que tinha vindo a fazer no Belenenses, espero que as coisas possam continuar a correr-me bem. Posso prometer que vou trabalhar forte para tentar mostrar o meu valor na Turquia. Espero continuar bem fisicamente e jogar o mais possível, ajudando a equipa com golos e assistências, que aparecerão naturalmente fruto do meu trabalho todos os dias.

Porque escolheu o Antalyaspor?

Foi uma equipa que mostrou desejar-me. Trataram-me de forma espetacular. O diretor desportivo veio a Lisboa falar comigo, explicou o projeto e as condições que tinham para oferecer. É um clube que está numa cidade espetacular, que acredito me irá dar estabilidade familiar e que me vai permitir estar junto da minha mulher e dos meus filhos. É também um clube onde já jogaram, por exemplo, o Samuel Eto'o, o Nasri, o Ménez, entre tantos... e num clube onde eles já jogaram, quem seria eu para dizer que não?! É um clube muito organizado e, pelo que já vi, tem bastantes ambições. Eu também sou muito ambicioso e acho que foi o 'casamento' perfeito. Acho que tomei a decisão mais correta. 

Que marca fica desta passagem pelo Belenenses?

A marca que fica do Belenenses é a marca que eu já tinha. É um grande clube, é o clube do meu coração e apesar de, infelizmente, estar a passar por um período de muita turbulência, continua a ser um clube enorme e vai continuar a ser.

Como ouviu as palavras do antigo treinador, Silas, que disse que era um dos cinco melhores jogadores da I Liga?

Acabei de ouvir isso. É sempre bom ouvir essas palavras de um treinador, mas de uma pessoa que é o teu ídolo é ainda melhor, é espetacular. Ele estava a tirar o melhor das minhas capacidades e estou-lhe muito agradecido pelo que fez  por mim e disse de mim.

Esta saída para a Turquia é um adeus ao futebol português e ao Belenenses?

Um adeus não, é um até já. Saio com 199 jogos pelo Belenenses, contra o FC Porto seria o jogo 200. Por isso, pelo menos aos 200 terei de chegar de certeza. De certeza que é um até já, de certeza absoluta!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório