Meteorologia

  • 18 ABRIL 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

I Liga - Os melhores tentos apontados na última jornada

Mais vídeos

"Estamos convencidos de que Rui Pinto não pode ser condenado em Portugal"

Advogado do alegado hacker garante que as suas ações foram motivadas pela "paixão" pelo futebol e que este nunca teve como intenção extorquir a Doyen.

"Estamos convencidos de que Rui Pinto não pode ser condenado em Portugal"
Notícias ao Minuto

14:55 - 25/01/19 por Notícias Ao Minuto 

Desporto William Bourdon

William Bourdon, advogado de Rui Pinto, quebrou, esta sexta-feira, o silêncio em torno da situação do alegado hacker, numa extensa entrevista concedida à revista alemã Der Spiegel.

O francês considera que a ordem de extradição do seu cliente para Portugal é “um caso histórico, sem precedentes na Europa”, uma vez que se “baseia nos contrastes entre as ações agressivas das autoridades portuguesas, de um lado, e, do outro, o interesse de várias autoridades de investigação em obter o seu testemunho e em aceder a toda a informação e discos rígidos” que este terá em sua posse.

Para Bourdon, ao contrário da forma como foi “representado pela comunicação portuguesa”, Rui Pinto não é “simplesmente, um hacker”, mas sim “um importante whistleblower”: “Esta história tem as suas origens no amor pelo futebol. E o futebol foi danificado pelas coisas que ele descobriu”.

“Isso gerou um efeito dominó. A quantos mais documentos tinha acesso, maior se tornou a sua revolta e a sua indignação, e mais considerou que era seu dever revelar ao mundo que a sua paixão, o futebol, tinha sido danificada pela criminalidade, pela ganância, pela lavagem de dinheiro e pela fuga aos impostos”, refere.

[Rui] Pinto acredita que tudo isto será positivo para o mundo do futebol a longo prazo, porque, neste momento, a lei da ganância prevalece no desporto. Ele espera um maior respeito pelo cumprimento das regras e pelos interesses dos contribuintes. Estas fugas de informação permitiram, certamente, que vários países europeus recuperassem milhões de euros para os cofres públicos”, acrescenta.

O caso Doyen

O advogado mostra-se, nesta entrevista, confiante de que Rui Pinto acabe por não ser extraditado para Portugal. Ainda assim, caso tal venha a suceder, teme que “a imparcialidade e neutralidade do sistema judicial” venha a ficar “comprometida”, e que tal não lhe permita o acesso a um julgamento justo.

Tenho um grande respeito por Portugal, e sei que há procuradores e agências públicas satisfeitas com aquilo que [Rui] Pinto fez. Mas também há uma máfia que tenta trabalhar contra estas pessoas. Talvez sejamos positivamente surpreendidos. Neste momento, seria ingénuo não ser cético quanto à possibilidade de os portugueses estarem realmente dispostos a avaliar as informações e a tomar ação contra aquilo que parece ser um mundo paralelo muito poderoso”, alerta.

Ainda que Rui Pinto tenha vindo a ser associado à divulgação de correspondência privada do Benfica, Bourdon recorda que o pedido de extradição do seu cliente se deve a uma queixa de extorsão por parte da Doyen Sports, que o advogado agora explica.

“É absolutamente verdade que ele queria testar até que ponto estaria a Doyen disposta a chegar. Era mais uma partida infantil. No final, ele renunciou ao dinheiro do seu próprio acordo. Nada aconteceu, ninguém pagou dinheiro nenhum. Como tal, esta criminalização de [Rui] Pinto é exagerada”, alegou.

“Estamos convencidos de que ele não pode ser condenado sob o código criminal português. Isto foi-nos explicado pelo advogado português do Rui, Francisco Teixeira da Mota. O adversário [de Rui Pinto] está a tentar encobrir o facto de que ele é um ‘whistleblower’ proeminente. Estão a tentar retratá-lo como um pequeno rufia e a desacreditar tudo aquilo que ele fez”, rematou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório