Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2019
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 12º

Edição

Benfica - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

"Tentamos jogar com qualidade, só assim se reconquista o público"

Bruno Lage admitiu ser "um enorme orgulho" chegar ao comando técnico da equipa principal do Benfica.

"Tentamos jogar com qualidade, só assim se reconquista o público"
Notícias ao Minuto

15:35 - 14/01/19 por Notícias Ao Minuto 

Desporto Bruno Lage

Bruno Lage é, a partir desta segunda-feira, oficialmente treinador efetivo do Benfica, cargo no qual sucede a Rui Vitória. Ao lado de Luís Filipe Vieira, que lhe transmitiu uma mensagem de confiança, o antigo treinador da equipa B dos encarnados recusou falar, quer do título, quer do mercado, colocando apenas o foco na "tarefa" que terá pela frente.

Bruno Lage

O que Vieira lhe disse: O que pediu, e que é normal, foi para dar continuidade ao trabalho que tem sido desenvolvido ao longo dos anos pelos vários treinadores. É isso que vamos tentar fazer, tentar tirar partido do bom trabalho desenvolvido pelo Rui Vitória. Na minha opinião, a equipa até apresenta situações com enorme qualidade. Vou direcionar a minha comunicação para a tarefa, para uma equipa a tentar jogar futebol. Estamos a tentar entrar num processo de 4x4x2. O processo é passar de uma dinâmica para outra e dar continuidade. É fundamental que nos sintamos confortáveis, com estabilidade, para passar uma imagem do que queremos para o Benfica, de entrega, motivação e, fundamentalmente, é importante reconquistar o público. Tentamos jogar com qualidade, só assim se reconquista o público. Só assim se pode pensar noutras coisas.

Lutar pelo título: Queremos entrega total, com todos disponíveis, para deixar de pensar no ‘eu’ de todos nós e pensar no ‘nós’ da equipa. A partir daqui, será a base. A jogar de três em três dias com pouco tempo para treinar, isso é o mais importante.

Mercado: É muito cedo para falar nisso. Estamos num processo de transição de muitas coisas. De treinador, de sistema… Quero conhecer todos os jogadores para perceber o que podem oferecer. O facto de jogarmos de três em três dias faz com que queiramos trabalhar para evoluir nesse sistema.

O que significa chegar à equipa principal: É um enorme orgulho por todo o percurso que fiz nesta casa. Agradeço ao presidente a aposta feita em mim, é mais um sinal de que a aposta na formação é concreta. Para além de jogadores, começa a haver treinadores cá em cima. Se as coisas correrem bem, há vários treinadores com potencial para fazer este trajeto. Vou ser muito honesto. Quando chegas a um determinado patamar e já te sentes realizado, tudo o que vem por acréscimo só te deixa realizado. Tenho 42 anos. Pareço um rapaz, e houve muitas pessoas que me trataram como um rapaz. A minha ideia quando comecei, muito jovem, era apenas ser professor de educação física e preparador físico. Quando cheguei ao Benfica, com 30 anos, a treinar os júniores, o percurso que fiz no Dubai, em Inglaterra. O percurso começou cedo e fui conquistando coisas. É com enorme orgulho e sentido de responsabilidade. O que me deixa feliz é sentir-me muito à vontade a trabalhar neste nível.

Interação com os jogadores: A mensagem é ‘tarefa’, perceber as nossas dinâmicas. O nosso trabalho tem sido preparar o 4x4x2 a atacar e a defender, e preparar os jogos. Os jogadores não têm dito nada, mas eu sinto no olhar deles. São os tais feelings, às vezes são táticos, às vezes são emocionais. Quando o presidente me apresentou aos jogadores, disse que olhei para eles e senti no olhar deles que iria ser o líder.

Quanto tempo se imagina no Benfica: Jogo a jogo, treino a treino. É a minha mentalidade. Não há outra maneira de estar nesta profissão. Não adianta falar de quanto tempo fico. Sei o tal currículo que querem que o treinador do Benfica tenha, o tal estatuto… Vivem de resultados. Vejam o que aconteceu ao treinador do Leicester City, que foi campeão. Na segunda época, saiu. O treinador do Real Madrid, fez dois ou três meses e saiu. Não interessa. Independentemente do currículo e do estatuto do treinador, o que interessa é o dia a dia. É assim que se conquista.

Sente-se protegido no Benfica: Já tive que ser mais apoiado, quando estava de muletas. Agora, vou fazer este caminho de forma natural. O mister Rui Vitória teve esse sentimento… Cheguei agora, o que mais me preocupa é o foco na tarefa e sentir-me confortável. Se tiver esse conforto e os jogadores estiverem bem nas posições, estou mais apoiado. É isso que me preocupa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório