Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

I Liga - Os lances mais polémicos do principal escalão

Mais vídeos

"Real Madrid sente falta da liderança insubstituível de Ronaldo"

O Desporto ao Minuto esteve à conversa com Raúl Varela, redator-chefe da Radio Marca, que segue a realidade do Real Madrid há 18 anos.

"Real Madrid sente falta da liderança insubstituível de Ronaldo"
Notícias ao Minuto

08:12 - 21/11/18 por Ricardo Santos Fernandes 

Desporto Exclusivo

De 2000 a 2018 muito se passou na história do Real Madrid. Pelo clube passaram jogadores como Cannavaro, Kaká, Ronaldo 'O Fenómeno', David Beckham, Luís Figo, Raúl ou Cristiano Ronaldo. Por lá entraram treinadores como Carlos Queiroz, Rafa Benitez, Mourinho ou Zidane. Ergueram-se meia dúzia de Ligas dos Campeões, outros tantos campeonatos e mais duas taças do Rei.

E quem melhor para falar sobre a evolução do clube blanco, do que alguém que vive 'in loco', há 18 anos, todos os fins-de-semana, a realidade merengue. Praticamente desconhecido em Portugal, mas considerado um 'monstro' dos relatos desportivos em Espanha, Raúl Varela concedeu uma entrevista ao Desporto ao Minuto, onde abordou vários temas. Desde o "eterno capitão do Real Madrid" Iker Casillas ao malogrado Lopetegui, passando por Cristiano Ronaldo e a participação de Portugal na final-four da Liga das Nações.

O atual redator-chefe da Radio Marca avisa que se "Luis Enrique quiser Casillas tem todas as condições para ser convocado" e deixa uma confidência: "O Real Madrid sente falta da liderança de Ronaldo".

Casillas ainda pode viver uma nova página na seleção espanhola?

"Foi uma etapa que se concluiu, e mal, no Euro-2016, em França, na era Vicente del Bosque, tratando-se de um debate encerrado. De Gea não está a ter boas exibições, mas todas as pessoas aqui em Espanha o dão como guarda-redes de futuro, ou como alternativa a Kepa [atual guardião do Chelsea].

É verdade que Casillas está a um nível excecional e sente-se muito feliz no FC Porto, mas voltar à seleção espanhola é algo que está muito distante, para não dizer que é impossível. Pese embora que a palavra impossível não exista no futebol. Quando Del Bosque deixou Casillas no banco de suplentes, no decorrer do Euro-2016, elegendo De Gea, ficou a ideia de que não ia ser um bom suplente. E como se ia explicar o banco de suplentes a Casillas? O mesmo sucedeu com Mourinho no Real Madrid, quando relegou o espanhol para o banco.

O facto de jogar na Liga portuguesa não tem importância, porque embora o campeonato luso esteja um pouco abaixo das de mais superligas europeias, o FC Porto é uma equipa de primeiro nível que está a competir na Champions. A idade (37 anos) provavelmente é um dos maiores impedimentos para a sua chamada à seleção, até porque já não deve tardar muito para a sua retirada e Espanha já está a olhar para o Euro-2020. Seria uma falta de respeito convocar Casillas para uma situação pontual, tendo em conta a sua trajetória. Precisamos de nos recordar que ele foi o jogador que mais vezes vestiu a camisola de Espanha, foi o grande capitão e o homem que levantou os principais troféus do nosso país.

Logicamente o adepto de rua não está tão pendente do que faz o FC Porto. Mas duas coisas te digo: Casillas está imortalizado nesta seleção e, atualmente, está a um nível excecional. Se Luis Enrique quisesse, Casillas teria todas as condições para jogar na seleção espanhola”.

Liga das nações: a ausência de Espanha e a prestação de Portugal na final-four

“A mim encanta-me esta seleção de Portugal, penso que foi campeã da Europa com toda a justiça e fez um Mundial estupendo. É uma equipa compacta, recheada de jogadores com grande talento, e obviamente a figura de Cristiano Ronaldo arrasta tudo. É uma geração perfeita, com Bernardo Silva a fazer já parte da ‘aristocracia’ europeia.

Espanha jogava quase em casa, nomeadamente para os adeptos galegos que tinham a final-four da Liga das Nações a uma hora do seu país, mas um mau jogo na Croácia deitou tudo a perder. Estamos num período de transformação, de revolução, de gente nova. O mesmo aconteceu com Portugal quando teve de encontrar alternativas a Rui Costa, Figo e Vítor Baía. Agora somos nós a passar por isso.

Acredito que Portugal é favorito, mas Inglaterra vai mostrar-se e vai ser um rival muito duro, apresentando um jogador determinante como Harry Kane. Acredito que a Suíça pode pagar pela sua inexperiência, sobretudo por ter chegado a esta fase da competição quase por acaso; já a Holanda é uma equipa muito atrevida e que soube colher a sua ‘fortuna’ com esse empate quase ao cair do pano diante da Alemanha".

Reinado de Lopetegui e a solução Solari

“O reinado de Lopetegui foi péssimo. A sua saída da seleção condicionou-o bastante e, além disso, ele não chegou nas melhores condições ao Real Madrid. O Real é uma equipa de todo o país, uma equipa muito importante. Apesar de trabalhares todos os dias, e acredito que Lopetegui terá feito o seu trabalho, chumbou na fase determinante. Aqui és avaliado quando jogas, por isso só vais a ‘exame’ cinco vezes ao mês. Perdes uma vez com uma equipa de menor calibre e já estás a ser contestado. E aqui começou a crise de Lopetegui. Ele não soube gerir o seu primeiro desaire. Ele é um treinador capaz e tinha jogadores ao seu gosto, mas não teve calma para reverter uma situação desfavorável. Faltou capacidade de motivar os seus atletas e a debacle de Barcelona (desaire por 1-5 em Camp Nou) foi a gota de água. E na memória sempre vamos ter essa má recordação.

O Real Madrid necessita de bons treinadores para o Real Madrid e não dos melhores treinadores do mundo. Aqui as coisas correm sempre melhor com treinadores que já conhecem a ‘casa’, vejamos os casos de Del Bosque, de Miguel Muñoz, de Zidane e vamos lá ver se Solari pode seguir o sucesso do francês. Solari entendeu muito melhor o que é o Real Madrid do que Julen Lopetegui. O Real Madrid tem pior equipa do que o ano passado, mas tem condições para lutar até ao fim pelos lugares cimeiros da Liga. A Liga dos Campeões? Trata-se de um ano de transição e ninguém está à espera de que o Real chego ao tetra".

A sombra de Cristiano Ronaldo no Bernabéu

“Isso é indiscutível, porque o mais importante que o Real Madrid perdeu foi a liderança, não a finalização. Aos golos damos demasiada importância. Sim, é inevitável dizer que Ronaldo desequilibrava muitos jogos que se complicavam, mas a verdade é que o Real Madrid sente falta do caráter de Ronaldo, que contagiava pelos seus companheiros. E isso já se está a ver na Juventus. Ele marca um golo, e já procura o segundo, e assim sucessivamente. Ele joga um duelo de Champions à quarta-feira e depois tem pela frente o último classificado da Liga e continua com ‘ganas’ de convencer e esticar ainda mais a corda".

Ele não se cansa e essa liderança que ele tinha dentro de campo faz falta ao Real Madrid. Às vezes existia uma obrigação de passar ao Ronaldo, de ser ele a cobrar um livre ou um penálti. Mas tudo isso são pormenores quando falamos daquele que foi o melhor jogador da história do Real Madrid, por cima de Di Stefano, e, assim sendo, um dos melhores jogadores de todos os tempos. A liderança de Ronaldo é insubstituível. Ele tem uma capacidade goleadora, um profissionalismo e uma ambição inesgotável. E isso vai com ele para o ‘caixão'".

E a Bola de Ouro vai para... ?

“Para mim, Luka Modric. Não pelo campeonato que fez, que não foi o melhor, mas pela Champions e o campeonato do Mundo que realizou. Aí a sua presença foi determinante. Cristiano vai ficar próximo. Depois há Varane e Griezmann. Este ano é muito difícil escolher”.

Como é visto o jogador português na Liga espanhola?

“Fala-se muito do caso inglês e daqueles que saíram do seu país. Verdade que não escreveram páginas de glória, nem ficaram para a história, mas no futebol espanhol sempre houve muitos jogadores portugueses. Creio que Cristiano Ronaldo triunfou por méritos próprios, o mesmo se passou com Luís Figo, Vítor Baía, Pepe, Fábio Coentrão, enquanto esteve concentrado, Paulo Futre e provavelmente houve outros mais. Eu só posso falar por mim, sou galego, sempre estive muito perto de Portugal.

Um país estupendo, com pessoas maravilhosas, um país que visito praticamente todos os anos. Eu não vejo esse ‘racismo futebolístico’ relativamente aos portugueses, porque falamos de um país irmão, perfeitamente adaptado ao futebol espanhol. A nossa Liga sempre procurou ir buscar os melhores jogadores a Portugal".

Veja aqui as últimas notícias sobre Cristiano Ronaldo.

Porto vai aos Açores em altas jogar com o Santa Clara. Haverá goleada? Aposte 20€ sem risco e ganhe 68€ como o Porto vai ganhar por 2 - 1, 3 - 1 ou 4 - 1!

Sugestão para Múltipla de Sábado: Aposte 20€ sem risco e ganhe 117€ como o Porto, Juventus, Bayern, Dortmund e o At. Madrid vão ganhar!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório