Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 13º

Edição

I Liga - Os melhores tentos apontados na última jornada

Mais vídeos

Carvalhal: O adeus ao Sp. Braga e o confronto com o presidente do Leixões

Técnico português concedeu uma longa entrevista à BBC.

Carvalhal: O adeus ao Sp. Braga e o confronto com o presidente do Leixões
Notícias ao Minuto

12:10 - 19/10/18 por Notícias Ao Minuto 

Desporto Declarações

Carlos Carvalhal continua a ser uma personalidade bem presente em Inglaterra. O antigo técnico do Sheffield Wednesday e do Swansea concedeu uma entrevista à BBC e abordou todos os assuntos que fazem parte do futebol moderno. 

Para Carvalhal a família está sempre em primeiro lugar e não há nada que o faça mudar de ideias. Convidado a comentar essa faceta, o técnico português recorda o momento em que teve de abandonar o comando técnico do Sporting de Braga por causa dos filhos. 

"Eu adoro futebol, mas isso não está à frente da minha família. Quando era treinador do Sp. Braga rescindi contrato porque tive um problema com a minha família. Quando és treinador a tua família sente muita pressão, nomeadamente dos outros miúdos na escola. Naquela altura, em 2006, eu vi que toda a minha família estava triste com a situação e os meus filhos passavam a maior parte do tempo a chorar. Soube que tinha de parar. Foi uma grande surpresa porque estávamos muito bem na Liga Europa, mas as coisas para a minha família não estavam tão bem. Tive de rescindir", explicou Carvalhal. 

O choque com o presidente do Leixões 

Carvalhal também revelou que quando esteve a treinar o Leixões teve de enfrentar o presidente do clube nortenho. 

"Quando estava na terceira divisão em Portugal, ao serviço do Leixões, fomos até à final da Taça, mas na temporada seguinte o dono do clube disse-me: 'Tens de jogar com aquele e com o outro jogador'. Eu disse: 'Não. Vou jogar com a equipa que preparei'. Ele respondeu: 'Faz o que quiseres, mas se perderes já sabes o que vai acontecer.' Depois do jogo, que ganhámos, em frente aos jogadores dei a braçadeira ao presidente e disse: 'Agora temos um novo treinador. Se queres ser o treinador da equipa, então eu vou embora'. Claro que tinha de ir embora. As decisões têm de ser tomadas pelo treinador", recordou o técnico português que atualmente está sem clube. 

As redes sociais 

O mundo do futebol conta, nos dias de hoje, com uma ferramenta que outrora era impensável. As redes sociais são agora uma nova forma de comunicação e Carlos Carvalhal tem uma opinião sobre a utilidade das mesmas. 

"Atualmente temos mais inimigos. Nas redes sociais, um tipo louco um miúdo de 8 anos pode colocar-te em grandes problemas. Os adeptos no Twitter e no Facebook estão a moldar opiniões, é um inimigo muito poderoso para os treinadores", explicou Carvalhal que recorreu a um exemplo. 

"No Swansea eu tive uma situação de um jogador que estava lesionado no joelho e estava a treinar em casa dois dias antes do jogo com um personal trainer. Quem é responsável por isto? Os jogadores pensam que é charmoso, que parece bem ter um personal trainer, mas isso prejudica o trabalho do treinador", rematou Carlos Carvalhal. 

 Portugal-Polónia, joga-se hoje. A nossa seleção vai entrar tranquila contra uma Polónia que luta por um estatuto! Vai haver golos!!! Aposte 20€ sem risco e ganhe 84,6€, como a Portugal vai ganhar e vai haver +3,5 golos!!

Múltipla Liga das Nações: Aposte 20€ sem risco como a Portugal, Suécia e Escócia vão ganhar e ganhe 111,2€! 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório