Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
23º
MIN 23º MÁX 23º

Edição

Festival português junta arte e ciência em Nova Iorque

O FACTT - Festival de Arte e Ciência Trans-disciplinar e Trans-Nacional, uma iniciativa do Arte Institute que aconteceu em Lisboa este mês, chega a Nova Iorque a 30 de setembro e 1 de outubro e parte depois para a Cidade do México e Berlim.

Festival português junta arte e ciência em Nova Iorque
Notícias ao Minuto

20:18 - 27/09/17 por Lusa

Cultura FACTT

Em Nova Iorque, o festival, que é organizado em parceria com a galeria Mute, vai acontecer na School of Visual Arts e na New York University (NYU).

No primeiro dia, 30 de setembro, o edifício Langone Health da NYU vai acolher varias apresentações sobre o tema 'Arte e Saúde'.

Participam na conferência artistas e especialistas portugueses e americanos como Manuel Furtado, Pedro Arrifano, Ellen K. Levy, Amy Youngs, Paulo Bernardino, Joana Ricou, Maria Manuela Lopes (que fará uma performance), Ken Rinaldo, Gunalan Nadarajane e alguns artistas da exposição 'Herbarium', da curadora Katherine Meehan.

No dia 1 de outubro, abre uma exposição na School of Visual Arts onde podem ser vistos trabalhos de Amy Youngs, Andrew Carnie, Joana Ricou, Ken Rinaldo, Marta de Menezes, Luis Gracia, Tarah Rhoda, Andrew Cziraki, Pedro Miguel Cruz (que fará uma palestra) e Suzanne Anker (que também falará sobre o seu trabalho).

"Poderá ser vista uma série de peças de arte e ciência que refletem por um lado a temática mais abrangente do festival 'Diferença e Repetição' e também uma série de reflexões dos artistas sobre o que é ser humano nos dias de hoje", explicou à Lusa Marta de Menezes, artista e uma das curadoras da exposição.

A diretora do Arte Institute, Ana Ventura Miranda, diz que a organização "pretende sempre criar projetos que fomentem um dialogo entre varias disciplinas e a arte" e que "há já algum tempo" que tinha "vontade de criar um festival que ligasse a arte e a ciência, mais virado para a bio-arte."

"No início deste ano, convidámos o Manuel Furtado da galeria Mute, com quem temos parceria em Lisboa, a ser um dos curadores. Juntaram-se depois na curadoria a artista Marta de Menezes e o filosofo Pedro Arrifano e daí surgiu o festival. Contámos desde o início com o apoio da Fundação EDP e do MAAT, onde decorreram as palestras em Lisboa", explicou a responsável.

Com este festival, Ana Miranda diz que o Arte Institute "pretende aclarar, em vários países, a importância e o cruzamento destas duas áreas" e "promover o debate interdisciplinar e a reflexão através de debates e exposições."

"Queremos trazer para o panorama nacional uma vertente educacional sobre ciência e arte, tornando-a acessível ao público em geral, e favorecer o intercâmbio de culturas e de conhecimento para Portugal", acrescenta.

O festival segue depois para a Cidade do México, onde decorre entre 6 e 14 de Outubro na Universidade Nacional Autónoma do México e no Museu de Talplan, e para Berlim, na Alemanha, em Dezembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório