Meteorologia

  • 27 JUNHO 2017
Tempo
21º
MIN 21º MÁX 21º

Edição

Dezenas de livrarias juntam-se no centro histórico de Évora

Uma dezena de livrarias vai marcar presença na primeira edição da iniciativa 'Livros à rua', que se realiza, entre sábado e 01 de maio, no centro histórico de Évora, cujo programa inclui música, teatro, contos e marionetas.

Dezenas de livrarias juntam-se no centro histórico de Évora
Notícias ao Minuto

11:23 - 20/04/17 por Lusa

Cultura Livros

O evento integra "um conjunto de iniciativas em torno do livro e da leitura", mas "será mais do que uma mera feira do livro", afirmou hoje à agência Lusa o vereador da Cultura da Câmara de Évora, Eduardo Luciano.

Promovido pelo município em parceria com a Biblioteca Pública de Évora (BPE) e a associação É Neste País e o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, o certame é financiado por fundos comunitários, através do programa Alentejo 2020.

O vereador adiantou que vai estar presente uma dezena livrarias, além de expositores institucionais das entidades organizadoras.

A Feira do Livro de Évora realizou-se, nos últimos três anos, integrada na Feira de S. João, que decorre no mês de junho, por falta de verbas.

Anteriormente, o certame, que "ocupava" a Praça do Giraldo, "sala de visitas" da cidade, funcionava "como o repositório de livros de fundo de catálogo das livrarias", disse o autarca.

"Este ano, é possível concretizar esta festa do livro e da leitura" graças a "candidaturas que foram aprovadas no âmbito do Alentejo 2020", adiantou, salientando que o evento vai ter um conceito diferente das últimas edições da Feira do Livro.

Eduardo Luciano destacou, desde logo, o local onde o certame vai decorrer como uma das principais novidades, indicando que o espaço escolhido foi o Largo do Marquês de Marialva, junto à Sé Catedral, no centro histórico da cidade.

Além da habitual venda de livros, o evento inclui apresentação de obras, exposições, poesia, contos, espetáculos de música e teatro, dança, jogos de tabuleiro, "workshops" e atelier de ilustração, entre outras iniciativas.

Um dos pontos altos é o concerto para crianças do projeto "Mão Verde", composto pela rapper Capicua e pelo guitarrista Pedro Geraldes, e com António Serginho, na percussão, e Francisca Cortesão, no baixo, que está previsto para o dia 29 deste mês, às 21:00.

Campo obrigatório