Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2017
Tempo
20º
MIN 20º MÁX 20º

Edição

António Tabucchi homenageado na Universidade de Génova

O escritor António Tabucchi (1943-2012), autor de "Pessoana mínima", é homenageado na próxima quarta-feira no salão da Biblioteca Universitária de Génova, no noroeste de Itália, anunciou hoje o Camões-Instituto da Cooperação e da Língua.

António Tabucchi homenageado na Universidade de Génova
Notícias ao Minuto

22:30 - 20/03/17 por Lusa

Cultura Escritor

O programa da homenagem a António Tabucchi inclui a projeção do filme "O Fio do Horizonte" (1992), de Fernando Lopes, baseado no romance homónimo do escritor italiano, seguida de um debate que conta com a participação dos investigadores Luigi Surdich e Roberto Francavilla, da Universidade de Génova.

Nesta sessão serão apresentadas "duas novidades editoriais que vão juntar-se à numerosa bibliografia em redor da obra de Tabucchi", afirma o Camões-Instituto da Cooperação e da Língua, em comunicado.

As novidades são "Antonio Tabucchi contista: Entre a incerteza do sentido e os equívocos da experiência", da investigadora brasileira Erica Salatini, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, e uma recolha de entrevistas feitas a amigos e colegas de Tabucchi, depois da sua morte, que se intitula "Rua da Saudade 22 -- Entrevistas para Antonio Tabucchi", de Riccardo Greco e Diego Perucci.

Para "ilustrar esta série de amigáveis e tocantes testemunhos, será apresentado o documentário homónimo realizado por um grupo de jovens artistas e cineastas de Siena [no centro de Itália], Diego Perucci, Matteo Garzi e Samuele Mancini, que respondem conjuntamente ao nome de Doutor Cardoso".

Tabucchi editou em 1975 o seu primeiro romance, "Piazza d'Italia" e, em 2013, a título póstumo, foi publicado em Itália o romance "Para Isabel", editado em 2014 em Portugal.

Segundo dados da editora portuguesa, Tabucchi foi autor de 30 títulos, entre romances, contos, ensaios e peças de teatro, que foram traduzidos e admirados em muitas línguas, alguns deles adaptados ao palco ou ao grande ecrã, como aconteceu com "Noturno Indiano", pelo qual recebeu em 1987 o Prémio Médicis para o melhor livro estrangeiro, "Pequenos Equívocos sem Importância", "Requiem", escrito diretamente em português, "Afirma Pereira" e "Tristano Morre", que a revista Lire distinguiu em 2004 como "O Melhor Livro do Ano".

Segundo a editora do Grupo LeYa, "sensível aos dramas da história recente e às derivas da atualidade, Antonio Tabucchi foi um grande intelectual europeu, que nunca deixou de intervir, com coragem e lucidez, em jornais como Il Corriere della Sera, Le Monde e no El Pais".

Antonio Tabucchi morreu aos 68 anos, em Lisboa, vítima de doença prolongada, no dia 25 de março de 2012.

No ano passado o grupo O Bando levou à cena, em Palmela, no distrito de Setúbal, "Das nuvens", com encenação de João Brites, peça elaborada a partir de um dos contos do livro "O tempo envelhece depressa", de Tabucchi.

Também no ano passado, Mísia protagonizou o monólogo "Giosefine", baseado a partir de "Carta desde Casablanca", de Antonio Tabucchi, encenado por Guillermo Heras, levado à cena no Complejo Teatral de Buenos Aires.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório