Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Museu da Casa da Moeda é apresentado hoje

MArcelo Rebelo de Sousa vai marcar presença.

Museu da Casa da Moeda é apresentado hoje

O novo Museu da Casa da Moeda - www.museudacasadamoeda.pt - é apresentado hoje às 18:00, em Lisboa, na Casa da Moeda, com a presença do Presidente da República, onde é inaugurada uma exposição de moedas árabes do século VIII ao XV.

"O Museu da Casa da Moeda é um projeto multidimensional, pois tem a sua expressão fundamental na Internet, há depois um conjunto de tesouros numismáticos, os mais valiosos da nossa coleção, que estão disponíveis no Museu do Dinheiro [instalado em Lisboa, na ex-igreja de S. Julião], devidamente identificados, e depois terá, como aconteceu no passado, um conjunto de exposições temporárias na Casa da Moeda, em Lisboa", disse à agência Lusa o diretor do museu, Duarte Azinheira.

As exposições temporárias acontecerão no 'site' e, paralelamente, no átrio da Casa da Moeda, em Lisboa, na rua Dona Filipa de Vilhena, onde, a partir de hoje, está patente a mostra "Padrões de Poder".

"Esta exposição, da qual será editado um catálogo, é feita em parceria com o Museu Nacional de Arqueologia. A ideia é fazer duas a três exposições anuais, sempre em parceria com outros museus, preferencialmente, da Rede Nacional de Museus", afirmou Duarte Azinheira.

O responsável referiu ainda que as exposições "estão preparadas para circularem pelo país", no sentido de atrair novos públicos e divulgar a cultura numismática.

O Museu da Casa da Moeda esteve aberto até à década de 1980, na Casa da Moeda, em Lisboa, e surge a partir de segunda-feira "numa versão multidimensional", disse Azinheira, que sublinhou as mais-valias do suporte digital.

O espólio do antigo museu está na caixa-forte da Casa da Moeda e só disponível para investigadores, saindo peças "sempre que se realizem exposições temporárias ou para empréstimos para outras exposições".

A inauguração do Museu do Dinheiro, em abril do ano passado, na ex-igreja de S. Julião, segundo traçado do arquiteto Gonçalo Byrne, que Duarte Azinheira qualificou como um "projeto de nível internacional", não justificava "a duplicação do esforço público, com a construção de um outro museu, neste caso, o da Casa da Moeda", que ali expõe alguns dos seus mais exemplares numismáticos mais valiosos.

A Imprensa Nacional-Casa da Moeda, com este museu digital, visa reativar o interesse pelas moedas de coleção, algo que tem estado a decrescer "não só em Portugal como na Europa", disse Duarte Azinheira, acrescentando que se têm procurado "novos suportes, novas matérias e novos temas", de modo a incentivar o gosto pela coleção numismática.

"Pareceu-nos que um museu que tivesse uma base digital era um museu mais adaptado aos tempos presentes e que nos permitia chegar a um público diferenciado, que podia não se interessar por uma apresentação tradicional da numismática", declarou o responsável.

Até ao final deste mês o museu digital irá disponibilizar 10.000 moedas fotografadas em alta definição, e anualmente este espólio irá sendo aumentando.

"Se se entrar no site, nota-se que se tem uma perspetiva das moedas que não era possível em termos físicos, de exposição tradicional. Foi incluída uma ferramenta, que é uma lupa que permite ver a moeda ao pormenor, ou seja ver pormenores que num museu físico jamais se poderiam ver, e, no caso dos tesouros numismáticos, há uma informação relevante sobre cada um deles", disse.

O Museu da Casa da Moeda além do espólio de 35.000 moedas e 9.000 medalhas, inclui diverso material bibliográfico e documental, sendo a sua conservadora Maria João Gaiato, que é também a responsável pelo respetivo arquivo histórico.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório