Bibliotecas públicas com mais leitores inscritos, mas menos visitas

As bibliotecas públicas portuguesas tiveram mais utilizadores inscritos em 2015, mas registaram menos visitas ao longo do ano, de acordo com o relatório anual divulgado pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB).

© Getty Images
Cultura Relatório

O relatório, disponível na Internet, tem por base inquéritos feitos a 201 das 209 bibliotecas da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas (RNBP) e reúne dados estatísticos sobre a atividade e funcionamento em 2015.

PUB

Segundo o documento, em 2015 as bibliotecas tiveram um total de 24 milhões de euros de despesa, menos seis milhões de euros do que em 2014.

Quanto à utilização, 1,3 milhões de portugueses estavam inscritos em 2015 em bibliotecas públicas, um valor ligeiramente superior (cerca de 40.000) a 2014, mas o número de visitas diminuiu.

As bibliotecas somaram 6,1 milhões de visitas em 2015, quando no ano anterior tinham sido 6,3 milhões. Significa que no ano passado cada biblioteca pública teve, em média, 38.231 visitas dos leitores portugueses.

Com base nas respostas do inquérito nacional, cada biblioteca da rede pública tem, em média, 12 trabalhadores e 27 computadores, dos quais 14 com acesso à Internet, à disposição dos utilizadores.

Para a aquisição de novos títulos, as bibliotecas gastaram cerca de um milhão de euros. No total, foram adquiridos 163.806 títulos.

Fora de portas, cada biblioteca pública presta ainda serviço comunitário em torno do livro e da leitura em escolas, centros de dia e estabelecimentos prisionais.

A Rede Nacional de Bibliotecas Públicas foi criada em 1986 e reúne atualmente mais de 200 bibliotecas espalhadas pelo país, em parceria com as autarquias, disponibilizando cerca de 5,7 milhões de títulos para leitura pública.

No sábado, a Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas organiza um colóquio nacional, no Porto, para assinalar precisamente os trinta anos da criação da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS