Museu de Arte Antiga acolhe conferência sobre exposição de Bosch

A conferência 'Bosch no Museu do Prado. A Exposição do V Centenário', por Pilar Silva, conservadora do Museu do Prado, em Madrid, vai decorrer na sexta-feira, às 18:30, com entrada livre no Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa.

© Getty Images
Cultura Lisboa

De acordo com o MNAA, a conferência é feita na sequência da realização da exposição dedicada ao pintor flamengo, pelos 500 anos da morte, que decorreu entre maio e setembro no Prado, e que recebeu um total de 590 mil visitantes.

PUB

Pilar Silva, comissária da exposição 'El Bosco. La exposición del V centenario' é conservadora do Departamento de Pintura Flamenga e Escolas do Norte (1400-1600) e de Pintura Espanhola (1100-1500) do Museu Nacional do Prado.

O tríptico 'Tentações de Santo Antão' - que está classificado como tesouro nacional e raras vezes saiu de Portugal - viajou para Madrid para participar na mostra que reuniu 75 por cento da produção do pintor, ou a ele atribuída, com muitas das suas obras-primas, nomeadamente 'O Jardim das delícias terrenas'.

Entre outras, foram mostradas as obras 'Cristo a caminho do Calvário' (Espanha), 'Coroação de espinhos' (Reino Unido) ou o desenho 'O Homem-Árvore' (Áustria), obras que revelam figuras simbólicas, complexas e caricaturais que marcam o seu estilo.

'Tentações de Santo Antão', a obra mais importante da coleção de pintura europeia do MNAA, foi incluída no conjunto exposto das obras de Bosch e, em troca, o Prado cedeu ao museu português o autorretrato do artista alemão Albrecht Dürer (1471-1528), da sua coleção.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS